quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Três Fatos Contundentes

.
por Arlindo Montenegro
Em Belém, no Pará, reúne-se o III Fórum Mundial de Teologia e Libertação, “para o fortalecimento da visão marxista-cristã.” Isto é, fortalecer a visão da religião como “ópio do povo”. A Teologia da Libertação é a aplicação prática dos ensinamentos de Althusser e Gramsci que pode ser traduzido vulgarmente assim:
Todo o espiritualismo, todo romantismo, toda a ética ao lixo! Nosso negócio é tomar o poder e controlar a grana, controlar todas as mentes, virar o mundo de cabeça pra baixo. Resumindo submissão totalitária dos povos. E vamos chamar isto de democracia. Vamos subverter a linguagem e usar a força deles (imperialistas, capitalistas, cristãos, intelectuais românticos, humanistas) para destruí-los, imobilizá-los.
Isto lembra que num dos livros da editora italiana Feltrinelli, aquele editor das Brigadas Vermelhas que morreu colocando uma bomba numa torre de alta tensão, se pode ler o conselho de guerrilheiro a seu filho mais jovem: “Segure a faca com o polegar junto à lâmina, o corte para cima. Enfie com força abaixo do umbigo, corte firme para cima e torça”. Isto é visão “marxista cristã”.
O segundo fato esta nas páginas da Gazeta Mercantil de 19 de Janeiro p.p. e é assinado por Augusto Nunes. O site do Planejamento, Orçamento e Gestão, divulgou:
Já excitados com a chegada do MST aos 25 anos de vida, os comandantes das tropas dos sem-terra eriçaram-se de vez, na virada para 2009, com a coincidência tremenda: faz 145 anos que a Guerra do Paraguai começou. Duas efemérides tão admiráveis, somadas à recente chegada ao poder do companheiro Fernando Lugo, mereciam muito mais que festejos ortodoxos, como a depredação de fazendas produtivas ou o confisco de prédios federais. Assim nasceu a idéia de retomar o grande conflito encerrado em 1870. Só que agora com o MST a favor da potência vizinha e contra o Brasil.
Na primeira semana de janeiro, o marechal João Pedro Stedile comunicou ao presidente Lugo que os soldados entrincheirados nas barracas de lona preta estão prontos para desencadear a revanche do século com a execução de duas missões. Primeira: invadir e ocupar as instalações da hidrelétrica de Itaipu, o que obrigaria o Planalto a reformular o tratado em vigor desde 1973. Segunda: expulsar do Paraguai agricultores brasileiros ali infiltrados há décadas.
O terceiro fato nos leva de volta a Belém do Pará, onde vai acontecer o Fórum Social Mundial de 2009 entre os dias 27 de Janeiro e 1º de Fevereiro. Serão 18 mil participantes vindos do mundo inteiro para discutir, beber, comer, passear e claro, babar o ovo dos ídolos: Chavez, Correa, Ortega, Evo, LuLu, Lugo. Tudo acontecendo nas dependências da Universidade do Pará (UFPA) e da Universidade Federal Rural do Amazonas (UFA), com o patrocínio do Palácio do Planalto.
Todas as representações de narco terroristas estarão presentes. O MST, a Vila Campesina, os teólogos da libertação, o MSLT e parceiros terão cadeira cativa para reforçar os contatos internacionais e estabelecer as vias de acesso às contribuições financeiras mais significativas. Os termos da propaganda unificada serão descritos e explicados em detalhe.
No final da festa, todos aclamarão um comunicado guerreiro que já está redigido por especialistas do Foro de São Paulo. A imprensa brasileira dará pequenas notas simpáticas sem aprofundar o conteúdo. Apenas a novíssima palavra de ordem: Tudo pelo socialismo nas Américas e no mundo! Abaixo os exploradores imperialistas!
O materialismo é assim mesmo: grana, muita grana é o que interessa. E quem controla a grana, compra as consciências. O Estado gigante, diga-se “democrático” ou “ditatorial” é burocratizado, inchado, cheio de leis detalhistas, impede a autodeterminação dos indivíduos e das sociedades, dos municípios, das culturas localizadas. Priva a todos da liberdade essencial. Submete e corrompe. Os que não se alinham, são descartados para morrer à mingua.
MST, Via Campesina, Teologia da Libertação, ONGs, PSDB, PSOL, PMDB, humanistas que nem Tarso Genro, financistas que nem o Dantas, terroristas com escritórios em prisões de segurança máxima, mídia em geral, deram as mãos ao PT e aninharam no seio a serpente do Foro de São Paulo.
O resultado é o que vemos. E pagamos forçados pelas Leis impostas pelo gigantesco estado petista. Sorria! Você está no Brasil.
Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: