segunda-feira, 15 de abril de 2013

A Sinuca de Bico do PT

por Geraldo José Chaves
Todo o país vem acompanhando, diariamente, o noticiário dando conta das pressões que vêm sendo feitas no sentido de levar o Deputado Marco Feliciano, do PSC/SP, a renunciar à Presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Não entro no mérito da questão. Não me importo se o Deputado deve ou não renunciar. É um problema de foro íntimo daquele Parlamentar. Há tantos meliantes ocupando cargos públicos, que mais um ou menos um não fará nenhuma diferença. Os brasileiros já estão habituados com o descaramento dos nossos políticos.
A questão que pretendo abordar é outra.
Toda essa pressão vem sendo exercida por adeptos do Partido do Trambique, que demonstra ser um partido sem coerência e sem princípios, que está mais para quadrilha que para agremiação política.
Vejamos: O Supremo Tribunal Federal já condenou dois deputados petistas (sem mencionar os da base aliada) à prisão pela prática de corrupção (peço perdão pelos palavrões que vou escrever): José Genoíno e João Paulo Cunha. Os dois deputados petistas, fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (uma das mais importantes da Câmara dos Deputados). Tratam-se de criminosos já condenados, e só ainda não estão presos porque, infelizmente, a nossa legislação tem mil portas escancaradas por onde se safam os ladrões. A malha só é fina para quem trabalha e é honesto.
Os crimes cometidos por João Paulo Cunha e Genoíno são mil vezes mais graves que aquele que é imputado ao Deputado Feliciano. No entanto, não vi nenhum petista, nenhum ativista, nenhum comunista, nenhum socialista pedir a renúncia dos dois, nem de nenhum mensaleiro, nem a de Renan Calheiros, nem a de Zé Sarney e muito menos a de Michel Temer.
Agora chegou a vez de Lula da Silva. A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar as denúncias de Marcos Valério. Se o rolo compressor do governo não interferir, Lula irá fazer companhia a Zé Dirceu e a João Paulo Cunha e fará jus a receber, mensalmente, uma bolsa reclusão.
Em 09/04/13, em reunião das lideranças políticas com a Mesa Diretora da Câmara e o Deputado Feliciano, as pressões continuaram. Só que desta vez o Deputado colocou uma camisa-de-força no PT e deixou o Partido sem saída: “Renuncio à presidência da CDH se os mensaleiros deixarem a CCJ”, sentenciou Feliciano. A partir daí só restou ao Deputado José Guimarães dizer que a proposta era provocação e desaforo, ou seja, não houve resposta.
Sem embargo, pergunto: há desaforo e provocação maiores que manter ladrões na CCJ? Qual o crime é mais grave: discriminação racial ou roubo do dinheiro dos impostos que o povo paga?
Acho que o Deputado Feliciano colocou os petralhas em uma sinuca de bico. Com a palavra o logorreico Deputado José Guimarães (que não tem culpa de ser irmão do Genoíno).
Geraldo José Chaves é cidadão brasileiro
Fonte: Alerta Total

Nenhum comentário: