sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

ViVerdeNovo

.
por Arlindo Montenegro
Cada dia vamos abrindo novas janelas, à cata de notícias prosaicas e reconfortantes. E o coração se agita quando lê: 6.000 beneficiários do bolsa família vão ser qualificados para o mercado de trabalho. É a informação da manchete que fica para os desavisados.
Mais adiante a gente sabe que o número total de bolseiros ascende a 58 milhões de eleitores. Isto mesmo. Mas quem cresceu ouvindo Luiz Lua Gonzaga alertando para a baixeza da dependência de gente saudável, numa referência ao paternalismo dos coronéis nordestinos – “Mas senhor uma esmola, para um homem que é são, ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão – fica pasmo e coberto de tristeza lendo a seqüência da notícia:
Foram convidados por carta 400 mil pessoas... somente 6 mil aceitaram”. Daí resolveram: os que se qualificassem receberiam a esmola do governo Lulu (Luis Lula) até um mês depois de conseguir emprego. E em seguida, não se sabe por que, ampliaram este prazo para 24 meses... isto é, até depois das eleições de 2010.
Todos os que voltarem a trabalhar, mais os 394.000 que não aceitaram a oferta de estudar, mais os 57.600.000 que nem foram consultados estarão mais garantidos que os milhares que vão perder o emprego nas fábricas e empresas produtivas premidas pela crise financeira fabricada pelos controladores do planeta, a tal “marolinha” do sr. Lulu.
Podem balançar na rede sem vergonha! Lulu garante pelo menos até 2010. E como as leis mudam do jeito que o governo quer, como os empresários se sentem garantidos, como o Valério está solto, como o Brasil é rico, como a senhora Clinton já disse que vamos ajudar a superar a crise monetária internacional, quem garante que os mandantes de hoje não vão partir para o vale tudo?
Agora o governo daqui apoia escancaradamente, por decisão judicial, os terroristas de toda parte, estremecendo relações com a Itália. Toma partido ao lado dos terroristas mais radicais. Mantém estreitos vínculos com o novo ditador comunista nas Américas, Sua Totalidade Bolivarista Perpétua Hugo Chavez, herdeiro e sucessor da ideologia castrista.
Uma pesquisa Data Folha, entretanto, mostra que temos uma juventude conservadora. Na contra mão dos demoníacos costumes e rebeldias revolucionárias defendidas pela mídia de esquerda, mídia alimentada pelos governantes de esquerda e apoiadora das idéias colonialistas dos controladores, temos uma maioria de jovens que preza valores tradicionais como:
- amor à família, religiosidade, respeito aos mestres, desejo de educar-se e ter uma profissão, mesmo com os currículos da educação oficial, professores ideologicamente comprometidos e livros didáticos ensinando a rejeitar a família e a propriedade privada.
Renovo a fé no verde e novo. Ainda se pode esperar que o Brasil possa viverdenovo com pleno emprego, educação, saúde e orgulho produtivo e construtivo.
Ultrapassando rancores e ódios revolucionários, poderemos construir uma grande nação democrática. O sonho da juventude tem a força da natureza, persiste não obstante o esforço contrário dos dominadores atuais. É uma notícia reconfortante.
Arlindo Montenegro é Apicultor.
Fonte: Alerta Total

Nenhum comentário: