quarta-feira, 29 de abril de 2009

Visitas Indigestas


Encontra-se em solo Brasileiro a senadora colombiana Piedad Córdoba, aquela fofa, que as FARC queriam eleger presidente do vizinho país. Ela foi recebida pelo ministro amigo – Marco A. Garcia, ouvindo do mesmo que o Brasil quer colaborar com a libertação dos reféns das FARC.
A senadora, amicíssima do Hugo Chavez, anunciou que as FARC querem libertar um soldado do Exército Colombiano, Pablo Emilio Moncayo, seqüestrado há onze anos. Em breve vão fornecer as “provas de vida” do cativo. E os narco guerrilheiros estão dispostos a revelar onde estão os restos mortais de um major que assassinaram durante o cativeiro.
Ela declarou que confia no governo brasileiro e deseja a colaboração para concluir o “ato humanitário” de liberação do refém. São humaníssimos esses caras! E também desejam a “presença internacional, dos Estados Unidos, por exemplo".
Dueña Piedad, vai reunir-se com membros do PT. A agenda é privada, coisa de companheiros, troca de informações, coisas secretas da militância, acordos, canais de comunicação, senhas para contato e esconderijo de narco terroristas injustamente perseguidos pelo governo colombiano... essas coisas.
Depois, ela quer um encontro com o Presidente Lula, “o cara”, certamente para acrescentar status à sua atuação política. Só que “o cara” parece que está querendo distância da moçona. Mas os senadores do PT vão recebe-la para um relato sobre o conflito colombiano.
A outra visita indigesta está anunciada para o dia 6 de Maio: o cara do Irã, Mahmud Ahmadinejad (acho que a escrita do nome é essa...) chega em visita oficial ao Brasil, para abraçar o Lula e reforçar os laços de amizade e identidade.
Esta visita, de iniciativa do mesmo Marco A. Garcia é vergonhosa e alinha esta nação com a mais nojenta das ditaduras, comparada em termos de crimes e preconceitos, ao nazismo.
Varias organizações estão organizando uma marcha de protesto. Um abaixo assinado está disponível no site De Olho na Mídia, bem como a data e o local de reunião, Praça dos Arcos – confluência das Avenidas Angélica e Paulista.
Feito o registro destas presenças indigestas, fica a vergonhosa percepção do fundamentalismo ideológico destes que tomaram o poder mentindo e reforçam o poder pervertendo e reforçando o estado totalitário.
Fonte: ViVerdeNovo
COMENTO: a paralamentar narco-terrorista colombiana está tentando fazer com que sua organização volte ao noticiário internacional usando, novamente, o engodo já desgastado do "ato humanitário". Infelizmente conta com a indulgência dos "cumpanhêros" do desgoverno petista. Os bandidos de lá e seus aliados daqui julgam extremamente "humanitária" a liberação de um dos muitos reféns criminosamente mantidos sequestrados há muitos anos e os dados sobre a localização dos restos mortais de uma de suas vítimas, assassinada no cativeiro. Para os botocudos "defensores duzumano", nada mais natural, nada a comentar! Eles só acham errado não encontrar seus comparsas mortos em combate no Araguaia. Militares, brasileiros ou colombianos, e de direita, não possuem famílias ou entes queridos.
Quanto ao "cumpanhêro" Ahmadinejad, nada demais, afinal, ele já foi recebido pelo "lider Mico Mandante Chavez" o que dá respaldo aos demais "aprendizes de feiticeiros" a manifestarem os "laços de amizade e identidade" com um governante que quer uma bomba atômica para varrer outro país do mapa.
OBS: a foto que deslustra o texto acima foi copiada do jornal El Tiempo, da Colombia.
.

Nenhum comentário: