terça-feira, 5 de abril de 2011

O Colégio dos Presidentes

“Estaremos sempre solidários com aqueles que, na hora da agressão e da adversidade, cumpriram o duro dever de se oporem a agitadores e terroristas de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia”. 
(Gen Walter Pires, ex-Ministro do Exército)
*Coronel Leonardo Roberto Carvalho de Araújo 
Neste 31 de março, último dia do mês em que o Velho Casarão da Várzea completou seu 99º aniversário como colégio e 139º como escola, a capital gaúcha pode se orgulhar de ter o único educandário brasileiro onde estudaram oito presidentes da República, um vice-presidente e um primeiro-ministro.
A história começou com o Marechal João de Deus Menna Barreto, aluno da Escola Militar do Rio Grande do Sul, que estudou no Casarão da Várzea até 1893 e presidiu o Brasil como membro da Junta Governativa Provisória que assumiu a presidência após a derrubada de Washington Luís, em 1930, e preparou a posse do Dr. Getúlio Dornelles Vargas.
Vargas, por sua vez, fora Sargento do Exército e aluno da Escola Preparatória e de Táctica, que saíra de Porto Alegre e, entre 1898 e 1903, esteve sediada em Rio Pardo, retornando nesse último ano ao Casarão da Várzea. Desligado dessa escola, Getúlio Vargas veio servir no 25º Batalhão de Infantaria, aquartelado no prédio da Várzea em 1900.
Em 1905, com o fechamento da Escola Militar da Praia Vermelha, no RJ, o Casarão da Várzea passou a sediar a Escola de Guerra, que aqui ficou até 1911. Nesse período, as arcadas do velho prédio viram o aluno - e futuro Marechal e Presidente – Eurico Gaspar Dutra ali estudar.
Na segunda década do Séc. XX, em 1912, foi criado o Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA), o qual foi o berço escolar dos presidentes Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, Marechal Arthur da Costa e Silva, General Emílio Garrastazu Médici, General Ernesto Geisel e General João Baptista de Oliveira Figueiredo.
Completando a galeria, as salas de aula do centenário Colégio também testemunharam os estudos do Primeiro-Ministro Dr. Francisco de Paula Brochado da Rocha e do Vice-Presidente General Adalberto Pereira dos Santos.
*Chefe da Seção de Comunicação Social CMPA
FFAA – Esteios de uma Nação
Apesar dos ingentes esforços midiáticos e governamentais de desmoralizar as Forças Armadas Brasileiras (FFAA) elas continuam sendo consideradas as instituições mais confiáveis na opinião dos brasileiros honestos e trabalhadores que não se deixam seduzir por cantilenas fáceis e ultrapassadas ou “Bolsas Esmolas” que estimulam o ócio e aliciam eleitores. O gráfico abaixo dispensa comentários.
Ensino e Pesquisa – Competência e Excelência
Ao longo da história, tanto na área de ensino ou pesquisa os estabelecimentos subordinados às FFAA sempre se destacaram como os melhores do Brasil. O CMPA não é uma exceção. Basta observarmos os últimos resultados no vestibular da UFRGS deste ano. Dos 131 alunos que prestaram o vestibular, após concluir o 3º Ano em 2010, 81 foram aprovados, um índice de aprovação de 61,83%. Isso parece incomodar os governistas que não conseguem alterar o quadro de franca decadência da rede de ensino nacional. “Nunca na história desse País” se observou uma degradação tão grande na área do ensino brasileiro e, em vez de tentar encontrar soluções para o problema, os “companheiros” atacam e condenam a metodologia adotada em instituições modelo como a nossa em vez de procurar aprender com a experiência castrense investindo pesadamente na educação. Logicamente, isso não é uma prioridade já que a massa ignorante é muito mais fácil de ser manipulada e dominada.
Mídia Amordaçada e Submissa
Em contraposição à falta de investimentos na área do ensino vemos o governo federal ser extremamente generoso com a mídia televisiva. Renegociando dívidas aqui, comprando um banco quebrado ali, de maneira a poder controlar a mídia e tornando-a um órgão de comunicação estatal com o objetivo de conquistar os “corações e mentes” dos incautos brasileiros através de programas alinhados com o pensamento da camarilha dominante.
Blog e Livro
Os artigos relativos à “3ª Fase do Projeto–Aventura Desafiando o Rio–Mar – Descendo o Amazonas I” estão reproduzidos, na íntegra, ricamente ilustrados, no Blog Desafiando o Riomar desenvolvido, recentemente, pela minha querida amiga e parceira de Projeto Rosângela Schardosim. O Blog contempla também as duas fases anteriores de minhas descidas pelo Rio Solimões e Rio Negro de caiaque.
O livro “Desafiando o Rio–Mar – Descendo o Solimões” está sendo comercializado, em Porto Alegre, na Livraria EDIPUCRS – PUCRS, rede da Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br), Livraria Dinamic – Colégio Militar de Porto Alegre ou ainda através do e–mail: hiramrsilva@gmail.com
Do blog: Desafiando o Rio-Mar do Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva
Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)
Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)
Presidente do Instituto dos Docentes do Magistério Militar (IDMM)
Acadêmico da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)
Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS)
Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional
E–mail: hiramrs@terra.com.br

Nenhum comentário: