segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Governo Lula está se desmanchando em meio à corrupção.

Diretor dos Correios, nomeado por Erenice, é laranja de argentino que é verdadeiro dono da MTA
O atual diretor dos Correios (sempre os Correios), o coronel Eduardo Artur Rodrigues, que assumiu o cargo na reformulação de agosto, promovida por Erenice Guerra, então chefe da Casa Civil de Lula, é testa de ferro do empresário argentino Alfonso Conrado Rey, o verdadeiro dono da empresa MTA (Master Top Linhas Aéreas), pivô inicial do escândalo de corrupção que provocou o atual terremoto político no governo Lula.
O filho de Erenice, Israel Guerra, intermediou a devolução da certificação de vôo da MTA junto à Anac, propiciando contratos de R$ 84 milhões entre os Correios e a Master.
Mais ainda, segundo revela o repórter Leandro Colon na edição deste domingo do jornal O Estado de São Paulo:
- A MTA é o embrião da empresa de carga aérea que Dilma Roussef promete criar após as eleições.
Cai diretor acusado por malfeitorias nos Correios.
O governo Lula, do PT, registrou mais uma baixa neste domingo, porque o presidente não pode esperar nem por segunda-feira para demitir o "Coronel Quá-Quá", diretor dos Correios, homem que facilitou a vida da MTA e foi denunciado neste domingo pelo Estadão como laranja de um empresário argentino que controla justamente a MTA e batalha para ela ser a empresa aérea exclusiva dos Correios a partir do governo Dilma Roussef.
O governo Lula está mergulhado num mar de lama e precisa ser investigado pelo Congresso, que deve ser reunido extraordinariamente para impedir novas malfeitorias e garantir a lisura das eleições de 3 de outubro, ameaçadas pela truculência do presidente e pela corrupção que grassa no seu governo, colocada a serviço da candidata Dilma Roussef.
Leia este despacho da Agência Estado:
O diretor de operações dos Correios caiu. O presidente da estatal, David José de Matos, afirmou ao Estado neste domingo que o coronel Eduardo Artur Rodrigues Silva vai deixar o cargo nesta segunda-feira. O anúncio foi feito no dia em que o jornal O Estado de S. Paulo revelou que o diretor é testa de ferro do empresário argentino Alfonso Rey, que vive em Miami, na Master Top Linhas Aéreas (MTA), personagem da crise que derrubou a ex-ministra Erenice Guerra. Os documentos obtidos pela reportagem mostram que o coronel participa de um esquema de empresas de fachada no Brasil, no Uruguai e nos EUA para ocultar a propriedade estrangeira e facilitar o funcionamento da MTA no Brasil.
Nota do editor: Quando Karl Marx disse que tudo o que é sólido desmancha no ar não se referia a aviões. Foi a metáfora mais feliz para definir ideologias, formas de governos e modos de produção que nasceram, vingaram e ruíram, como num ciclo de vida e morte quase natural. Imaginava que o capitalismo teria o mesmo fim, não derrotado por outro modelo – um antagonista econômico, mas findado por ele próprio.

Nenhum comentário: