segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Laços de Ternura.

.
Maria Lúcia Fatorelli Carneiro: sindicalista do MF cedida para ajudar o Equador a dar calote na dívida para com o Brasil
A cessão da sindicalista fiscal Maria Lucia Fatorelli Carneiro (UNAFISCO) para auditar a dívida externa do Equador, conforme denúncia do Jornal O Globo, foi um verdadeiro tiro no pé para o Brasil. Velha conhecida como defensora de calote na dívida externa, sendo uma das ativistas da ONG denominada Auditoria Cidadã da Dívida, a funcionária do Ministério da Fazenda já havia apresentado um artigo denominado, “Movimientos de la Auditoria Ciudadana de la Deuda”, que foi distribuído no Encontro Internacional sobre “Deuda Externa: Un compromiso de arbitraje justo y transparente”, realizado em Guaiaquil, Equador, entre 9 e 12 de março de 2002.
Há, portanto, "laços de ternura" que merecem ser bem investigados pelo Congresso, já que deste governo não se pode esperar mais nada.
..................................................................................
De uma matéria publicada em 30 de outubro de 2008, onde este espécime de brasileira bolivariana dava as seguintes declarações:
É a primeira vez que um processo como esse se deu oficialmente, ou seja, com apoio governamental. "Foi pioneira essa iniciativa. Creio que, agora, o papel dos outros países da América Latina é prestar muita atenção ao que foi apurado lá e procurar adotar a mesma medida", avalia Maria Lúcia Fatorelli, auditora da Receita Federal e integrante da Auditoria Cidadã da Dívida. Ela foi convidada pelo governo equatoriano para participar do CAIC. Segundo Fatorelli, a exemplo do que foi apurado no caso brasileiro, as dívidas equatorianas estão repletas de ilegalidades, o que torna o endividamento ilegítimo. "Encontramos irregularidades que tenho certeza que, com o aprofundamento da investigação, vão permitir uma atitude bastante firme por parte do governo do Equador", aponta.

COMENTO: No mesmo "blog", há uma outra postagem comentada (Auditoria urgente) com a qual concordo em gênero, número e grau. Veja!

Nenhum comentário: