terça-feira, 8 de maio de 2012

World War II: Mulheres em Guerra


Comemorando mais um aniversário do final da II Guerra Mundial, apresento a postagem que se segue:
Para as nações que estiveram profundamente envolvidas na Segunda Guerra Mundial, o esforço de guerra foi total, com as mulheres  se voluntarizando em grande número ao lado dos homens. 
Em seus países, as mulheres ocuparam postos tradicionalmente masculinos, assumindo posições ativas e de suporte em fábricas, organizações governamentais, como auxiliares militares, grupos de resistência, e muito mais. Embora relativamente poucas, mulheres estiveram na linha de frente como combatentes, muitas viram-se vítimas de bombardeios e de exércitos invasores. Até o final da guerra, mais de 2 milhões de mulheres tinham trabalhado nas indústrias de guerra.
Centenas de milhares delas se ofereceram como enfermeiras ou membros de unidades de defesa em casa, ou como membros em tempo integral das forças armadas. Só na União Soviética cerca de 800.000 mulheres serviram ao lado de homens em unidades do exército durante a guerra.
Aqui estão imagens que capturam algumas das coisas que essas mulheres experimentaram e sofreram durante a guerra. 
A maioria das legendas são a partir das fontes originais da década de 1940, com o uso freqüente da  palavra "menina" para descrever as mulheres jovens. 
(Esse post é a parte 13  de um semanário retrospectiva em 20 partes da II Guerra Mundial )
[45 fotos ]


Simbólico da defesa de Sebastopol, Crimeia, é esta jovem atiradora russa, Lyudmila Pavlichenko, que, até o final da guerra, havia matado um número confirmado de 309 alemães. A atiradora melhor sucedida da história.  (Foto: AP)

2. - A cineasta Leni Riefenstahl olha através da lente de uma câmera grande antes de filmar a 1934 Rally Nuremberg, na Alemanha. O filme seria composto em 1935 o filme "O Triunfo da Vontade", mais tarde aclamado como um dos melhores filmes de propaganda da história.(LOC) A cineasta Leni Riefenstahl olha através da lente de uma câmera grande antes de filmar a 1934 Rally Nuremberg, na Alemanha. O filme seria composto em 1935 o filme "O Triunfo da Vontade", mais tarde aclamado como um dos melhores filmes de propaganda da história. (LOC)


3 - As mulheres japonesas procuram possíveis falhas em estojos de munição vazios em uma fábrica no Japão, em 30 de setembro de 1941. (AP Photo)

4. - Membros do Corpo de Mulheres do Exército (WAC) posam em Camp Shanks, Nova York, antes de embarcar em 2 de fevereiro de 1945. Elas foram o primeiro contingente de Black American WACs a ir para o exterior para o esforço de guerra. Da esquerda para a direita, de joelhos: Unip. Rose Stone; Unip. Virginia Blake e Pfc. Marie B. Gillisspie. Segunda fila: Unip. Genevieve Marshall; T/5 Fanny L. Talbert, e Cpl. Callie K. Smith. Terceira fila: Unip. Gladys Schuster Carter; T/4 Evelyn C. Martin, e Pfc. Theodora Palmer. (AP Photo)

5 - Trabalhadora inspeciona  um balão-barragem parcialmente inflado em New Bedford, Massachusetts em 11 de maio de 1943. Cada parte do balão deve ser carimbado pelo trabalhador que faz o trabalho particular, também pelo inspetor de trabalho da divisão, e, finalmente, pelo inspector "G", que dá a aprovação final. (AP Photo)


6 - Com alguns dos arranha-céus de Nova York aparecendo através de nuvens de gás, algumas enfermeiras do Exército americano no hospital em Fort Jay, Governors Island, Nova York, usam máscaras de gás como precaução de defesa, em 27 de novembro de 1941. (AP Photo)


7 - Três guerrilheiras soviéticas em ação na Rússia durante a Segunda Guerra Mundial. (LOC) 

8 - Uma equipe de jovens auxiliares do Serviço Territorial, vestindo casacos de inverno, opera um holofote perto de Londres, em 19 Jan 1943, tentando encontrar  bombardeiros alemães para as armas anti-aéreas os abater. (AP Photo)
9 - Capitã Aviadora alemã Hanna Reitsch, cumprimenta o chanceler Adolf Hitler após receber a Cruz de Ferro, em abril de 1941, por seu trabalho no desenvolvimento de instrumentos para aviões. No centro, Reichsmarshal Hermann Goering. À direita, o tenente-general Karl Bodenschatz do ministério do ar alemão. (AP Photo)

10 - A linha de montagem onde estudantes de arte do sexo feminino copiam cartazes de propaganda sobre a II Guerra Mundial em Port Washington, Nova York, em 8 de julho de 1942. O cartaz principal está pendurado no fundo. (AP Photo / Marty Zimmerman)



11 - Jovens combatentes da resistência judaica mantidas sob prisão por soldados das SS em abril/maio de 1943, durante a destruição do Gueto de Varsóvia pelas tropas alemãs depois de uma revolta no bairro judeu. (AP Photo)


12 - Garotas ingressaram na Luftwaffe na campanha para recrutamento total na Alemanha . Elas substituiram os homens transferidos para o exército para enfrentar as forças aliadas que avançavam. Aqui, jovens alemãs são mostradas no treinamento com homens da Luftwaffe, em algum lugar na Alemanha, em 7 de dezembro de 1944. (AP Photo)


13 -   Jovens especialmente escolhidas foram treinadas para funções policiais na Força Auxiliar da Mulher do Ar (WAAF). Elas frequentaram um curso intensivo na escola de polícia da RAF - onde a sua formação corre em paralelo com a dos homens - para manter um homem "em seu lugar" - Um membro da WAAF demonstra auto-defesa em 15 de janeiro de 1942. (AP Photo)



14 - O primeiro  corpo de "Guerrilla Feminina" foi formado nas Filipinas e mulheres filipinas são vistas aqui   em 08 de novembro de 1941, praticando em um campo de tiro em Manila. (AP Photo)



15 - Pouco conhecidos para o mundo exterior, embora tenham lutado contra regimes fascistas desde 1927, os italianos "Maquis" exerceram sua batalha pela liberdade sob as condições mais perigosas. Alemães e fascistas italianos foram alvos de suas armas, e os eternamente gelados picos nevados da fronteira franco-italiana o seu campo de batalha. Esta professora da escola do Vale de Aosta luta lado a lado com o marido na "Patrulha Branca" em Little Saint Bernard, na Itália, em 4 de janeiro de 1945. (AP Photo)



16 - As mulheres do corpo de defesa formam um "V" de vitória com os jatos cruzados de mangueiras em uma demonstração de suas habilidades em Gloucester, Massachusetts, em 14 de novembro de 1941. (AP Photo)


17 - Uma enfermeira faz curativo na mão de um soldado chinês enquanto outro soldado ferido aguarda os primeiros socorros durante os confrontos em frente ao rio Salween na província de Yunnan, na China, em 22 de junho de 1943.(AP Photo)




18 - Mulheres trabalhadoras aprontam narizes transparentes para os bombardeiros A-20J na Douglas Aircraft, em Long Beach, Califórnia, em outubro de 1942. (AP Photo / Office of War Information)


19 - Atriz americana Veronica Lake, ilustra o que podia acontecer a trabalhadoras de guerra que usavam cabelos longos, enquanto trabalhavam em uma fábrica em algum lugar nos Estados Unidos, em 9 de novembro de 1943. (AP Photo)



20 - Garotas, membros do Serviço Auxiliar Territorial (ATS), correm para a ação em uma base de armas anti-aéreas de Londres em 20 de maio de 1941, quando o alarme é soado. (AP Photo)


21 - Duas mulheres dos serviços de comunicações de apoio alemão durante a Segunda Guerra Mundial. (LOC)




22 -  Soviética condutoras de tratores na Quirguízia (hoje Quirguistão), substituíram com eficiência os seus amigos, irmãos e pais que foram para a frente. Aqui, um tratorista semeia beterraba em 26 de agosto de 1942. (AP Photo)



23 - Sra. Paul Tito, 77 anos, vigia de ataque aéreo em Bucks County, Pensilvânia, mostra sua arma, em 20 de dezembro de 1941. Sra. Tito alistou-se após o ataque a Pearl Harbor.  (AP Photo)



24 - Mulheres polonesas uniformizadas e com capacetes de aço,  marcham pelas ruas de Varsóvia para ajudar na defesa de sua capital depois que as tropas alemãs tinham iniciado a invasão da Polônia, em 16 de setembro de 1939.

25 - Enfermeiras limpam os restos de uma das enfermarias do Hospital São Pedro, em Londres, em 19 de abril de 1941.Quatro hospitais foram atingidos por bombas alemãs durante um ataque à capital britânica.(AP Photo)



26 -  Jornalista Margaret Bourke-White da Revista Life usa equipamento de vôo na frente de um avião aliado, Fortaleza Voadora, durante a II Guerra Mundial em fevereiro de 1943. (AP Photo)



27 - Mulheres polonesas são conduzidas através da floresta para suas execuções por soldados alemães em algum momento de 1941. (LOC)

28 - Essas meninas da Northwestern University treinam para ser Guarda no campus, em Evanston, Illinois em 11 de janeiro de 1942. Da esquerda para a direita: Jeanne Paulo, de 18 anos, de Oak Park, Illinois; Virginia Paisley, 18 anos, de Lakewood, Ohio; Marian Walsh, 19, também de Lakewood, Sarah Robinson, 20, de Jonesboro, Arkansas,; Elizabeth Cooper, 17, de Chicago; Harriet Ginsberg, 17. (AP Photo)


29 - Enquanto esperam designação para campo permanentes, estas enfermeiras do Exército passam por treino com máscara de gás, como parte dos cursos de reciclagem dado a elas em uma área de treinamento  em algum lugar no País de Gales, em 26 de maio de 1944. (AP Photo)


30 - Atriz Ida Lupino, atuando na central telefônica em Brentwood, Califórnia, em 03 de janeiro de 1942. Em caso de emergência, ela poderia alertar qualquer posto de ambulância na cidade. (AP Photo)



31 -primeiro contingente de enfermeiras do Exército dos EUA enviado para uma base avançada aliada na Nova Guiné transporta seus equipamentos em 12 de novembro de 1942. As quatro primeiras da fila da direita são: Edith Whittaker, Pawtucket, Rhode Island; Ruth Baucher, Wooster, O.; Helen Lawson, Atenas, Tennessee, e Juanita Hamilton, de Hendersonville, Carolina do Norte, (AP Photo)



32 - Com praticamente todos os membros presentes, a Câmara de Representantes dos EUA em Washington, DC ouve a Madame Chiang Kai-Shek, esposa do Generalíssimo da China, apelar para os esforços para pôr fim à guerra do Japão em 18 de fevereiro 1943. (AP Photo / William J. Smith)



33 - Enfermeiras dos EUA caminham em uma praia na Normandia, França, em 04 de julho de 1944, logo depois de terem desembarcado. Elas estão a caminho de hospitais de campanha para cuidar dos soldados aliados feridos.(AP Photo)


34 - Um francês e sua mulher atuam como membros das Forças francesas do Interior, em Paris, em agosto de 1944, antes da rendição das forças alemãs e da libertação de Paris em 25 de agosto. (AP Photo)



35 - Um soldado alemão ferido é desarmado por membros das Forças francesas do interior, um deles uma mulher, durante as lutas de rua que precederam a entrada de tropas aliadas em Paris em 1944. (AP Photo)



36 - Elisabeth "Lilo" Gloeden diante dos juízes, em julgamento por envolvimento no atentado contra Adolf Hitler em julho de 1944. Elisabeth, junto com seu marido e sua mãe, foram condenados por esconder um fugitivo da conspiração de 20 de julho. Os três foram executados por decapitação em 30 de novembro de 1944, suas execuções foram muito divulgadas como um aviso para os outros que poderiam conspirar contra o partido do governo alemão. (LOC)



37 - Civis romenos, homens e mulheres, jovens e velhos, cavam valas anti-tanque em uma área de fronteira, em 22 de junho de 1944, em prontidão, para repelir os exércitos soviéticos. (AP Photo)



38 - Senhorita Jean Pitcaithy, enfermeira de uma Unidade Hospitalar de Nova Zelândia estacionada na Líbia, usa óculos para protegê-la contra areias, em 18 de junho de 1942. (AP Photo)



39 - 62º Exército de Stalingrado nas ruas de Odessa (O 8º Grupo do Exército do general Chuikov nas ruas de Odessa), em abril de 1944. Um grupo de soldados soviéticos, incluindo duas mulheres na frente, marcham pela rua. (LOC)



40 - Uma jovem do movimento de resistência em uma patrulha procurando snipers alemães que ainda restassem em Paris, França, em 29 de agosto de 1944. A menina havia matado dois alemães em combate dois dias antes. (AP Photo)



41 - Grande Guillotte da Normandia, na França, paga o preço por ser uma colaboracionista tendo o cabelo cortado por vingadores franceses em 10 de julho de 1944. O homem à direita olha com satisfação sombria para a menina infeliz. (AP Photo)



42 - Algumas das mulheres e crianças, dos mais de 40.000 prisioneiros de campos de concentração libertados pelos britânicos, come fome, tifo e disenteria, se amontoam em uma barraca de Bergen-Belsen, na Alemanha, em abril de 1945. (AP Photo)



43 - Algumas das mulheres da SS cuja brutalidade era igual à de seus colegas do sexo masculino no campo de concentração Bergen-Belsen em Bergen, na Alemanha, em 21 de abril de 1945. (AP Photo / British Oficial foto)



44 - Uma mulher Soviética, na colheita de um campo dilacerado por bombas há pouco tempo, balança a punho para prisioneiros de guerra alemães que marcham para o leste sob a guarda soviética na URSS, em 14 de fevereiro de 1944. (AP Photo)



45 - Em 19 junho de 2009, Susie Bain exibe em Austin, Texas, uma foto de 1943, quando ela foi uma das mulheres pilotos do Airforce Service, durante a Segunda Guerra Mundial. Bain é uma dos 300 membros vivos da WASP que esperavam ser homenageados com a Medalha de Ouro do Congresso. A lei foi aprovada em 10 de março de 2010, mais de 200 veteranos WASP participaram de uma cerimônia de condecoração com a Medalha de Ouro do Congresso.(AP Photo / Austin American Statesman, Ralph Barrera)
Fonte:   The Atlantic
ATUALIZAÇÃO: apesar de entender que o artigo acima se destinava a mostrar cenas pouco usuais da atuação de mulheres no conflito, em atenção ao reparo feito pelo leitor Jorge Nogueira, abaixo, acrescento algumas fotos da então Princesa Elizabeth, que não poderiam faltar em uma coletânea de mulheres participantes da II Grande Guerra. Agradeço ao Jorge por sua participação.
"Em 1941 havia 65.000 membros da ATS (Auxiliary Territorial Service) no Reino Unido, grupo formado por mulheres de 17 a 43 anos, e muitas acima de 50. Existia a WRNS (Women´s Royal Naval Service), a WAAF (Women´s Auxiliary Air Force) e as que mais nos diz respeito: Women´s Transport Service, Women´s Voluntary Service (WVS) e a Women´s Land Army (3 braços que faziam a frota andar...). 9 entre 10 mulheres durante a WWII (1943), faziam parte ativa no esforço de guerra (uma das muito ativas e membro da ATS, era Mary Churchill - filha mais jovem do Primeiro Ministro Churchill, assim como Joan Lappin e na época a Princesa - depois Rainha - Elizabeth - que foi treinada como mecânica e motorista de caminhão)."

Fonte: texto e fotos de  Historic Rally& Classic Race Car

Fonte:  MSN - A Vida da Rainha Elizabeth II

2 comentários:

Jorge Nogueira Rebolla disse...

Falar em mulheres na segunda guerra é não citar a então princesa Elizabeth é meio estranho... também não sou fã da família real britânica, principalmente a prole defeituosa do duque de Edimburgo, mas Elizabeth Windsor, foi um exemplo para muitos britânicos naqueles terríveis anos. Embora fosse marketing teve um papel muito mais importante do que algumas "homenageadas".

Anônimo disse...

Pena que não tenha sido publicado fotos de mulheres brasileiras na guerra. Parece que a FEB teve um corpo de enfermeiras.