domingo, 14 de julho de 2013

Baderneiros Espancam Presidente da Câmara e Fecham o Legislativo de Porto Alegre

.
Manifestantes que ocupam pela violência e ilegalmente a Câmara dos Vereadores de Porto Alegre desde quarta-feira (10/7), agrediram com socos e ponta-pés, na tarde desta sexta-feira (12/7), um profissional da imprensa, o fotógrafo da Casa, Elson Sempé Pedroso, e o presidente do Legislativo, Tiago Duarte, que é do PDT. 
Na foto, o presidente (camisa clara) antes de ser agredido por terroristas. 
O Legislativo foi fechado pelos ativistas ligados sobretudo ao PSOL, ao PSTU e ao PT, repetindo o que fizeram os militares durante a ditadura. 
Somente depois da violência (o vereador Thiago Duarte e o fotógrafo foram salvos por servidores da Casa) é que um pelotão da Brigada Militar foi chamado, protegendo os vereadores e servidores que foram encurralados no gabinete da presidência, enquanto os manifestantes tomaram o plenário e as demais dependências da casa. Os jornalistas da RBS e da Caldas Júnior são hostilizados, censurados e mantidos à distância pelo uso da violência física. ARI e Sindicato dos Jornalistas não saíram em defesa dos profissionais. Um deles, um fotógrafo (profissional da Casa), foi espancado esta tarde.
Também apanhou muito um fotógrafo do setor de comunicação do legislativo. 
Ambos foram atingidos por socos e pontapés no terceiro andar do prédio, quando estavam próximos ao estúdio da TV Câmara. 
Poucos minutos antes, os vereadores haviam entregue uma contraproposta às exigências dos manifestantes, que querem passe livre imediato para estudantes e aposentados, passe livre posterior para todos, quebra do sigilo bancário das empresas de ônibus e compromisso de derrubar qualquer veto do prefeito sobre os projetos que vieram a ser aprovados. Esta tarde, a bancada do PP se retirou das negociações, acusando qualquer concessão como ataque à ordem legal e à democracia, e também pediu ao presidente a imediata reintegração de posse. O presidente decidiu na noite de sexta entrar em juízo. 
Os ativistas tentam censurar as atividades dos jornalistas desde o primeiro dia da invasão do plenário da Câmara. Eles reclamaram das fotos, inclusive de carros dos vereadores que não sejam do PT e do PSOL, todos riscados e violados. Além disto, censuram os vereadores que estariam passando informações para a imprensa.
O presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Thiago Duarte (PDT), protocolou pedido de reintegração de posse da sede do Legislativo, ocupado desde a última quarta-feira por manifestantes do grupo Bloco de Luta pelo Transporte Público. A decisão de ingressar com o documento no Fórum Central foi tomada depois que os ativistas se reuniram com representantes da Casa por quase duas horas da tarde de sábado (13/7) e o encontro terminou sem acordo.
O juiz plantonista Honório Neto mandou desocupar a Câmara de Porto Alegre, invocando o artigo 172 do Código de Processo Civil, que prevê o cumprimento de mandado de reintegração apenas em dias úteis, entre 6h e 20h. Isto significa que a desocupação será feita segunda-feira. Até lá, a ocupação ilegal prosseguirá, agora com cobertura judicial.
No despacho expedido pouco depois das 19h deste sábado, o magistrado ainda afirma que o uso da força policial poderá ser requisitado, se necessário.
Fonte:  Políbio Braga
COMENTO:  duas coisas para começar. Me espantam a generosidade do jornalista autor do texto ao denominar esses patifes como "ativistas" e a pusilanimidade dos vereadores porto alegrenses ao "apresentarem contraproposta", tentando negociar com os bandidos. Quem negocia com criminoso é cúmplice! 
E me apavora a submissão criminosa da "justiça" e da Brigada Militar aos interesses políticos do amiguinho do Cesare Battisti, e sua filha, em detrimento da sociedade da capital gaúcha!
Vai mal o meu Rio Grande! Esses moleques já deviam ter sido retirados do prédio público a bordoadas, mas pelo jeito, já anda faltando macho no sul do país!

Nenhum comentário: