quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Té kinfim! Lá se foi o Genuino!

Genoino deixa governo Dilma após condenação no processo do mensalão
Sponholz
O ex-presidente do PT José Genoino decidiu sair do governo da presidenta Dilma Rousseff nesta quarta-feira (10). 
Ele pediu demissão do cargo de assessor especial do Ministério da Defesa após ter sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão. 
"A Corte errou", disse Genoino em sua ‘carta aberta ao Brasil’, onde comunica sua renúncia. "A Corte foi, sobretudo, injusta. Condenou um inocente. Condenou-me sem provas. Com efeito, baseada na teoria do domínio funcional do fato e, nessas paragens de teorias mal digeridas, se transformou na tirania da hipótese pré-estabelecida, construiu-se uma acusação escabrosa que pode prescindir de evidências, testemunhas e provas”, completa a carta.
COMENTO:  demorou para esse sujeito deixar que se manifestasse o "simancol" e pedisse "pra sair"! Só assim mesmo, pois o megalonanico que se empoleira atualmente no Ministério da Defesa nunca teria a correta atitude de demitir esse sujeito, ali colocado somente para provocar os militares. Ainda bem que restou um pouco de hombridade no ex-presidente do Partido do Trambique e ele se vai sem deixar saudades nem nada que possa marcar sua passagem pela "boquinha". Se não ajudou, pelo menos não atrapalhou.

2 comentários:

Professor Balbi disse...

Deixa um lugar onde NUNCA deveria ter colocado os pés. Agora vá chorar na cama, que é lugar quente!

Anônimo disse...

Mandaram o vagabundo se demitir, isso sim.

Todos com o cunamão