segunda-feira, 2 de julho de 2012

Golpe do Pecúlio Falido

.
Nesta época de vacas magras, os vigaristas aproveitam para obter alguma vantagem dos "desesperados" em busca de algum troco a mais. Assim, volta a fazer vítimas o velho golpe do "recebimento de passivos de uma entidade de previdência privada falida".
Vejam a figura abaixo (clicando nela, deve aumentar).
Em contato com o telefone citado na correspondência, o golpe fica claro: se depositar o valor da "habilitação" o recebimento do valor é imediato. Se não quiser pagar, o recebimento será por meio de "precatório" e todo mundo sabe que isso é demorado, para não dizer impossível. A atenciosa "atendente da empresa" não é capaz de dizer com certeza qual a entidade está efetuando a reparação ("é uma que quebrou há bastante tempo, eu não tenho a documentação aqui comigo ... parece  que é a CAPEMI ..." mas se você cita DELFIM ela concorda) mas cita o nome de um advogado e a matrícula do mesmo na OAB/SP (o advogado realmente existe e, possivelmente seu nome está sendo usado indevidamente e, nesse caso, deveria processar os vigaristas) responsável pelo processo.
Assim, prevendo que eu não tenha sido o único alvo desse pessoal, transcrevo informação publicada em março deste ano no sítio do Centro de Pagamento do Exército (CPEx), a respeito desse tipo de fraude.
.
Golpe contra militares e pensionistas!
FenaPrevi alerta sobre carta falsa para tentativa de golpe!
A Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi) divulgou alerta sobre correspondência fraudulenta enviada a pessoas físicas com o nome da entidade. Trata-se de mais uma tentativa de golpe com base em falsa expectativa de direitos previdenciários.
Na carta, falsa, o destinatário é informado a respeito de “ÚLTIMA NOTIFICAÇÃO DE RESGATE” de suposto plano de aposentadoria complementar (ou de seguro de vida), em consequência de pretensa interdição judicial relacionada a pedido de decretação da falência de empresas nela mencionadas. Porém, a FenaPrevi lembra que a expedição de qualquer correspondência nesse sentido não está entre as suas atribuições e competências e recomenda que as instruções apresentadas na carta sejam ignoradas.
Nos últimos meses, proliferaram tentativas de golpes envolvendo a menção a planos de previdência. Tradicionalmente, as pessoas são abordadas por meio de cartas enviadas por correios ou por e-mails. É solicitada a realização de um depósito prévio com promessa de recebimento de um pagamento decorrente de suposta vitória em uma inexistente “Ação Pública”.
São citadas ações judiciais inexistentes e apresentados valores supostamente corrigidos até o fim do ano passado, destinados, exclusivamente, a atrair pessoas incautas e motivá-las a fazer depósito em conta bancária com vistas ao pagamento prévio de pretensas despesas , em geral, em valor acima de R$ 3 mil. São, também, usadas expressões jurídicas como “Pagamento Judicial”, “Acordo Judicial”, “2ª Instância” e “V.S. foi beneficiado”, colocando-se telefone para eventuais contatos.
O propósito dos estelionatários é estimular as vítimas a pagar logo as custas. Mas trata-se de um golpe e não haverá qualquer liberação de dinheiro após o depósito, porque os processos são falsos. Então a recomendação é que as possíveis vítimas desses golpes evitem o contato com estes estelionatários. Mas guardem o envelope e a carta para entregá-los às autoridades policiais. O site da Susep, a autarquia que fiscaliza e regula o mercado segurador, enumera diversos golpes semelhantes que estão ocorrendo no mercado de seguros e de previdência privada.
COMENTO:  é conhecido o adágio de que 'malandro de mais se atrapalha'. Assim agem os vigaristas. Oferecem uma vantagem e alguns incautos caem na armadilha sem nem mesmo se darem ao trabalho de tentar lembrar se realmente poderiam ser beneficiárias do prometido. Um exemplo: se você nunca foi associado a algum plano desses que faliram, é claro que não pode haver "ação pública" em que você é beneficiado, principalmente se você nunca patrocinou tal ação. Mas tem gente que acredita em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Lula, Tarso, etc ...
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá, eu tenho um conhecimento de um amigo que e aposentado da policia civil, e ele recebeu uma carta, dizendo que ele tinha um dinheiro pra receber só que estava retido e ele deveria procurar um advogado pra dar entrada no processo, na carta veio um numero de telefone pra contato, ele ligou, então pediram pra ele que ia ser um processo Grande, pediram um valor R$ 7.500,00 que foi PAGO. Então os advogados fizeram uma avaliação de quanto seria o valor que ele tinha pra receber, disseram a ele a a quantia MILIONÁRIA DE R$ 7.500,000, isso mesmo ( sete milhões e quinhentos mil reais ). A suposta pessoa encarregada pelas papeladas disse pra ele não contarem pra ninguém, por que seria um risco pra eles se alguém descobrissem que ele iam receber esse alto valor. Eu tentei avisá-lo mas eles estão obcecados com isso, venderam seus bens para poder pagar essa contia de 7.500,00. queria saber se tem alguém com esse conhecimento no caso acima?.