domingo, 29 de abril de 2012

Senta e Faz Direito, que o Leão é Brabo

por João Pequeno
A cinco dias do prazo (NR: agora, só um dia) do imposto de renda, o leitor talvez nem saiba a conta certa que precisa enviar à Receita Federal, mas já pode ter perdido a conta de quantos textos leu ensinando a fazer a declaração direito. 
Não é para menos. Além das dificuldades criadas pelo "tributarês" do formulário, o leão tem fome e fica bravo quando não enche a pança. 
Enquanto chora sua perda com o fim da "indispensável" CPMF, o Governo Federal bate recordes de arrecadação: o atual é de R$ 969,9 bilhões, do ano passado, mas 2012 já tem a máxima mensal de R$ 82,36 bilhões em março. 
A aceleração do crescimento nos cofres do Planalto chega lá pelo que sai do bolso dos pagadores: entre 2004 e 2011, a carga de impostos subiu de 37,81% para 40,82% do rendimento bruto médio nacional, segundo o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário). 
Motivos não faltam. Sobram. Ministérios essenciais para saciar seu próprio apetite e o da "base aliada" também só fazem crescer. Por isso, o governo precisa mais do nosso dinheiro. 
Tal condição exige punição para quem, mesmo por acidente, errar a declaração. A pena vai de seis meses a dois anos de prisão, além do pagamento de duas a cinco vezes o valor do tributo. 
Mas, se você for "criminoso primário", não se desespere. Poderá continuar livre e só terá que pagar dez vezes o preço do imposto. Quase três vezes o próprio rendimento para quem paga a alíquota máxima do IR, de 27,5%. Quase nada para quem ganha a "fortuna" de R$ 3.546 por mês e já é incluído nesse patamar. 
Está certo que o dinheiro vivo dos "aloprados" e a grana que Duda Mendonça conta ter recebido no exterior eram um pouquinho maiores (R$ 1,7 milhão e R$ 10 milhões, respectivamente). Mas ali não houve sonegação, só "recursos não contabilizados". Sem problema. 
Por isso, contribuinte, ao completar R$ 23,5 mil anuais (R$ 1.958 mensais), perca horas para fazer sua declaração e 150 dias de trabalho por ano só para bancar tributos, feliz de saber que, como afirmou o ex-presidente Luiz Inácio da Silva, és um "privilegiado" por pagar seu IR.
Fonte:  Jornal Destak
COMENTO:  Para você, burguês de direita que trabalha e produz alguma coisa; que tem renda mensal acima de R$ 2.000,00 o que lhe coloca no grupo da 'zelite' tributada pelo Leão do IR; que paga mais outros 84 impostos e taxas sem usufruir serviços públicos mínimos, sendo obrigado a pagar, também, escola pública, plano privado de saúde, segurança privada para sua rua ou prédio; e que faz parte do grupo reacionário, anti social e contrarrevolucionário dos oitenta milhões de eleitores que não votaram na presidente eleita em 2010 [Abstenções: 29.197.152 (21,50%) + Nulos: 4.689.428 (4,40%) + Brancos: 2.452.597 (2,30%) + votos no outro candidato 43.711.388 (43,95%)], fica o meu recado:
Não se deixe abater, trabalhe duro e trate de produzir mais pois aí vem o novo imposto progressivo sobre a "grande fortuna" que você acumula, a fim de sustentar os  55.752.529 de banqueiros e especuladores da dívida pública; sem terras; sem teto; sem emprego; funcionários públicos 'comissionados'; ocupantes de 'cargos de confiança'; usuários do 'cartão corporativo do governo federal'; usuários das 'verbas secretas palacianas'; usuários do bolsa-família; usuários do 'auxílio-reclusão' e de outros "benefícios sociais" que necessitam de sua colaboração para continuar o trabalho de destruição moral da população brasileira, iniciado por FHC e aperfeiçoado por Luis Inácio.
Sem contar os diversos "cumpanhêrus" internacionais que também necessitam do auxílio brasileiro para a implantação dos desígnios do Foro de São Paulo para a América Latrina.
Isto é democracia, e ela tem seu preço. E é você que deve pagar!!
.

Nenhum comentário: