segunda-feira, 5 de março de 2012

Cinismo Petista!

por Carlos Vereza
O lulopetismo não tem autoridade moral para instaurar qualquer Comissão da Verdade enquanto os assassinatos de Celso Daniel, prefeito de Santo André, e Toninho, prefeito de Campinas, não forem elucidados. A tese de "crime comum" defendida "ardorosamente" pela máfia petista, não se sustenta, sabendo-se do forte esquema de corrupção e cobrança de propinas existente à época, sobretudo em Santo André, para "irrigar" campanhas eleitorais do lulopetismo!
Por estranha "coincidência", a Comissão da Verdade, acontece justamente quando se aproxima o julgamento do Mensalão...ou seja: nada mais apropriado para desviar as atenções da opinião pública e da mídia em geral!
O que falta ao lulopetismo eu tenho a meu favor: autoridade moral - pois fui sequestrado e torturado por duas vezes no DOI-CODI, sendo que na segunda ocasião, fiquei trancado por oito dias numa cela na Barão de Mesquita.
Eu também gostaria de saber o local onde foi sepultado o meu amigo Thomas Meirelles, sequestrado e desaparecido durante o regime militar. Mas se houve um acordo ou anistia valendo para os dois lados, mudar agora a regra do jogo, não passa de mais uma armação de marketing de um partido que levou o país a níveis de corrupção jamais vistos desde a proclamação da república!
COMENTO:  as papagaiadas em torno da improvável punição a militares da reserva e sobre a "ofensa" do sujeito da FIFA que afirmou que o governo petista merece um bom chute no rabo como incentivo ao trabalho também podem ser ações visando fazer cair no esquecimento o possível engavetamento do processo do mensalão, como já foi sugerido por alguns patifes. A isso se soma a campanha de "denuncismo" contra militares, promovida pelo governo. Afinal, apesar de todo o esforço dos canalhas, com o apoio da "grande imprensa" dependente das verbas governamentais de propaganda, o conjunto das Forças Armadas ainda é a instituição mais confiável segundo a opinião da sociedade brasileira, incluindo aí os dependentes das diversas bolsas-esmola.

Nenhum comentário: