sábado, 29 de outubro de 2011

É o Partido do Trambique afundando as cuecas da gauchada!

É do PT e dos Partidos de esquerda a tese de que a dívida do governo gaúcho - dos governos estaduais - com o governo federal, precisa ser auditada.
Em 1988, o governo federal emprestou R$ 93,2 bilhões aos Estados e mais de doze anos depois a dívida subiu para R$ 350,1 bilhões, embora as parcelas pactuadas sejam pagas todos os meses. 
Pela segunda vez no Piratini, o PT esqueceu sua tese e paga em dia o que deve.
Está agora com a faca e o queijo para cumprir suas promessas de campanhas eleitorais, até porque suas relações são carnais com o governo federal.
O assunto não foi esquecido por todo mundo e nesta quinta-feira o Núcleo Gaúcho de Auditoria Cidadã da Dívida, fração do Centro de Auditores do Tribunal de Contas, entregou representação ao procurador do Ministério Público junto ao TCE, Geraldo Da Camino, pedindo avaliação da legalidade da dívida. Sete outras entidades assinam a representação.
- Os dados usados na representação são resultado do estudo do fiscal de tributos estaduais aposentado, João Pedro Casarotto.
*****

O RS acaba de perder para Santa Catarina a fábrica de tratores do grupo coreano LS Mitron.
O anúncio foi feito nesta quarta pelo Governador Raimundo Colombo, que está em Seul, visitada há meio ano por Tarso Genro. O Governador voltou animadíssimo da Coréia, porque recebeu promessas de investimentos industriais modernos no Estado.
Em Araquari, SC, serão fabricados até 5 mil tratores por ano. O investimento foi calculado inicialmente em US$ 25 milhões, o que parece totalmente inverossímel para as dimensões do empreendimento.
- Os coreanos parecem estar pregando peças no governo gaúcho ou o governo gaúcho não entendeu o que ouviu na sua viagem à Coréia do Sul.
1) Enquanto o Piratini alimentava esperanças de atrair a LS Mitron (há dois meses o Piratini disse que tinha 60% de chance de atrair o empreendimento), seus executivos já estavam em Araquari comprando terra e contratando empreiteiras para as obras de terraplenagem.
2) Ainda não está bem explicada a posição do grupo Hyundai, que implantaria uma fábrica de elevadores no RS. O editor denunciou que o anúncio era improcedente, já que o grupo coreano tinha justamente fechado um acordo com uma fábrica de elevadores de Pernambuco.
 COMENTO:  bamu que bamu, tchê! Vão rapando a guaiaca pra pagá os CC da cumpanherada e fazer caixa para a próxima eleição, por que os "de fora" não vão entrar nessa canoa furada!

Nenhum comentário: