domingo, 10 de abril de 2011

O Dia do Jornalista e sua origem

Antônio Goulart escreve:
Muito se escreveu na última quinta-feira, dia 7, sobre o Dia do Jornalista e os profissionais receberam mensagens e cumprimentos. Mas não li uma única referência sobre a origem desta data.
O Dia do Jornalista é comemorado no Brasil em homenagem a João Batista Líbero Badaró, médico e jornalista de origem italiana, que chegou a São Paulo em 1826, aos 28 anos de idade. 
Três anos depois, fundou o jornal "Observador Constitucional", onde denunciava os desmandos e excessos cometidos pelo governo de Dom Pedro I.
No dia 20 de novembro de 1830, Badaró sofreu um brutal atentado à bala, vindo a falecer no dia seguinte, com apenas 32 anos. 
Suas últmas palavras foram: "Morre um liberal, mas não morre a liberdade". Segundo historiadores, a ordem para matar o jornalista pode ter partido do próprio imperador.
Líbero Badaró foi um dos primeiros a escrever no Brasil em defesa da liberdade de expressão, refutando sempre a tese de que os abusos praticados pela imprensa justificam o cerceamento da liberdade.
Após sua morte, aumentaram o descontentamento e os protestos contra o absolutismo de D. Pedro I, que abdicou em 7 de abril de 1831. Esta data foi então escolhida como o Dia do Jornalista.
COMENTO: meus parabéns, mesmo atrasado, aos jornalistas deste país (me refiro, é claro, aos bons profissionais, não aos que se vendem em troca de patrocínio ou que aceitam o jogo sujo das grandes empresas, subjugadas às verbas "de comunicação social" - propaganda - governamentais).

Nenhum comentário: