domingo, 19 de dezembro de 2010

Mais Uma "Obra" do "Cara"!!

.
- Cartões corporativos: governo Lula torrou R$ 350 milhões
Desde 1º de janeiro de 2003 e até o final de outubro deste ano, o governo Lula gastou R$ 350 milhões com cartões corporativos. Em 2010 a conta já ultrapassa R$ 71 milhões, segundo dados do Portal da Transparência. Só a Presidência da República consumiu quase R$ 16 milhões com cartões, este ano, em gastos “sigilosos”. Em 2007 (R$ 76 milhões) e 2010, o governo gastou mais de R$ 70 milhões com cartões.
- R$ 215 mil por dia
A média diária de gastos do governo com cartões corporativos em 2010 é de R$ 215 mil, o dobro da média dos últimos oito anos (R$ 111 mil).
- Meses de campanha
Em abril, a conta dos cartões corporativos do governo Lula totalizava R$ 11 milhões. Até novembro, o total pulou para R$ 71 milhões.
- Lula I x Lula II
Durante o primeiro mandato de Lula, cartões corporativos nos custaram R$ 78,4 milhões. No segundo mandato, triplicou: R$ 267 milhões.
COMENTO: é a ratalhada aproveitando para "raspar o tacho" enquanto há algum tempo disponível! Esse é o "cara" que possui 80% de aprovação popular e que voltará ao poder em 2014 com, no mínimo, 110% de votos válidos. E que faz discursos reivindicando a volta da CPMF por que perdeu 150 bilhões de arrecadação, que poderiam ser enviados para Cuba e outras ditaduras africanas ou da vizinhança (ninguém sabe a troco de quê?). Oposição neste país de merda? Nem pensar! O povo? Esse quer é ver o "Brasíu" campeão na Copa de 2014, e o resto que se phoda!!
Transcrevo, ainda, o extremamente pertinente comentário de um grande amigo meu:
"Todos sabem que sou "anti-todas as esquerdas". E não escondo isso. Não tenho vergonha de dizer que meu "ídolo", de direita, ainda é o Pinochet. No entanto, no Brasil, se escuta muito "choro e ranger de dentes", principalmente através de "escritos de pouca influência" mas, não vejo ninguém escrever nada admitindo que TUDO o que está acontecendo é "culpa" da nossa DIREITA (festiva), que não soube administrar todos os anos de poder. A esquerda (não festiva, inteligente, paciente e atuante), apesar de recente no poder, aprendeu tanto que, mesmo com  a infinidade de falcatruas que fez, continua com a "aprovação popular" ímpar. Lembram quando "eles" começaram a tomar conta da Imprensa? Lembram quando "eles" foram tomando conta dos sindicatos? Lembram quando "eles" tomaram conta das Associações de Bairro? Lembram quando "eles" foram se infiltrando na área do Ensino? Lembram quando "eles" distribuíam panfletos e fugiam da repressão? Lembram que no período eleitoral e fora dele "eles" ostentavam com orgulho (e coragem) a sigla do Partido ou a imagem de Guevara? Ficaria o dia todo aqui citando as ações (lentas e graduais) da Esquerda e, a incapacidade, a sonolência, a falta de engajamento e a arrogância da Direita. À  direita, hoje, resta trocar emails e divulgar textos indignados de redatores sem expressão (como eu estou fazendo) e, quem sabe um dia, começar a agir como o "inimigo". Mas, será que teremos a humildade de descer das "torres" e perder, perder, perder e aprender, até reconquistar o espaço que já foi "nosso"?  Isso vai demorar muuuiiito!! Aguardem o Lula em 2014 (de novo)!!!"
.

Nenhum comentário: