sábado, 28 de agosto de 2010

Eis a Realidade do Povo Brasileiro

.
É o caso de Maria dos Anjos Pires da Silva, 58 anos de idade, que mora no Jardim Vera Cruz em São Paulo, sai de casa para trabalhar às 4h20 da manhã.
Maria dos Anjos toma três ônibus para chegar ao seu local de trabalho. Sua renda familiar mensal é de R$1.500,00. As 4h30 da manhã toma o primeiro ônibus lotado. Toma mais dois ônibus, também lotados e chega ao seu local de trabalho às 7h00 da manhã. Entre sair de casa e chegar ao seu local de trabalho levou aproximadamente duas horas e meia.
Maria dos Anjos trabalha até às 13h00, ou seja 6 horas por dia. A tarde leva quatro horas para finalmente chegar de volta em casa. São sete hora no trânsito para trabalhar 6 horas.
Eis um resumo:
04h36 - Maria dos Anjos pega o primeiro ônibus perto de sua casa
04h58 - Maria dos Anjos enfrenta fila no terminal Jardim Ângela para pegar o segundo ônibus
05h20 - Viaja durante 50 minutos em pé, num ônibus lotado
06:05 - Espera o terceiro ônibus que passa lotado e só consegue tomar o próximo
06h37 - Maria dos Anjos desce do último ônibus e caminha 20 minutos até o seu local de trabalho
O retorno é um sacrifício pior ainda.
Este é o problema enfrentado por 75 milhões de brasileiros que vivem nos grandes centros. O governo não dá a mínima importância para isto. O povo é transportado pior do que gado para o abatedouro.
Por outro lado o governo lulo petista, através do PAC, planeja investir 40 bilhões de reais num trem bala ligando o Rio de Janeiro a Campinas, para atender a uma ínfima fração de cidadãos brasileiros.
Com este dinheiro seria possível:
1. Construir 3.500 km de ferrovias, (distância suficiente para ligar Florianópolis a São Luiz) que aplicado nos grandes centros facilitariam em muito a vida de milhões de brasileiros ou
2. Construir 3.400 km de corredores de ônibus - Um investimento destes desafogaria o transporte coletivo nos grandes centros, ou
3. Construir 60 km de metrô subterrâneo, dobrando a rede existente em São Paulo ou triplicando a do Rio de Janeiro.
Isto é somente uma das inúmeras provas de que o governo federal não aplica recursos do contribuinte em benefício do povo carente. Esta é a eficiência da candidata do governo, Dilma Rousseff.
Se você é favorável as forças que conduzem a vida e não a morte, não vote em Dilma
Se você está comprometido com o bem estar social do povo que sofre, não vote em Dilma.
Dilma representa a continuidade do descaso e do tratamento indigno da população.
Fonte: Brasil - Liberdade e Democracia
COMENTO: enquanto temos alguns jornalistas e blogueiros que assumem ser cidadãos responsáveis apontando os infindáveis disparates cometidos pelo "voççolíder", o candidato do PSDBosta fica alisando o Apedeuta e se fazendo de "Serrinha Paz e Amor", evitando críticas às merdas governamentais dos últimos sete anos. Vá fazer oposição assim na casa do cacête. Não é à toa que já há quem diga em tom de brincadeira que a aspiração de Serra é ser ministro da saúde em um futuro governo da herdeira dos dólares daquele outro que "roubava mas fazia". Não me canso de repetir que PT e PSDB são dois ramos da mesma árvore maléfica que restou do antigo sonho comunista. Esses retardados ainda alimentam a esperança de transformar "eçepaíz" numa grande Cuba, realizando aqui a tal 'revolução' sonhada por Marx, Lenin e Stálin e repetindo o pesadelo sofrido pelos russos. Como foram surrados (muito pouco, não sendo o suficiente para demovê-los da ideia) nas três tentativas que fizeram pela força, agora tentam de novo "pela via do voto" comprando a população com as migalhas que sobram das negociatas que realizam com o dinheiro recolhido "da burguesia", via impostos. E o pior é que há empresários - que serão os primeiros a serem sacrificados após a instauração da 'ditadura do proletariado' - que acreditam que farão parte da 'nova nomenklatura'. Na Venezuela e na Argentina, esse tipo de otários já está pagando o preço de sua ambição.
.

Nenhum comentário: