quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Copa 2014, “olim piada” Rio 2016

por Ingo Schmidt
Voltando um pouco no tempo, foi inacreditável verificar que mais de 150.000 pessoas torceram e vibraram na praia de Copacabana pela escolha do Rio para sediar as Olimpíadas de 2016, inacreditavelmente mesma euforia de quando o Brasil foi escolhido para sediar a copa do mundo de futebol.
Fico a me perguntar, porque tanta vibração e ufanismo?
O que o povo ganha com isto? A resposta que me vem á cabeça é circo, uma vez que o pão já é fornecido pelo bolsa esmola, e regredimos assim, como nunca antes visto na história deste país, algo como 2.000 anos.
Os únicos que tem verdadeiro, mas não éticos, motivos para comemorar, são os políticos, os cumpanheros e os estato empresários, pois com estes eventos se abrem múltiplas possibilidades de superfaturamentos e desvios de verbas públicas.
Não podemos esquecer que o Pan no Rio estava orçado em R$ 414 milhões e acabou custando 9 vezes mais, ou seja, R$ 3,7 bilhões.
A “olim piada” começou com orçamento de R$ 26,5 bilhões, já passou por R$ 28 bilhões e atualmente está em R$ 30 bilhões, e a seguir o exemplo do Pan, a “olim piada” de lulla acabará custando até 2016 em R$ 237 bilhões.
Com a desculpa da “olim piada”, o desgoverno lulla está usando a lei de calamidade pública para poder contratar a vontade, sem concurso público e sem limitação de cargos ou de tempo de contratação ou de salários, uma verdadeira bolsa “olim piada” para a cumpanherada.
Por outro lado, a Copa começa com um orçamento de R$ 33 bi, dos quais o governo bancará R$ 29 bi, devendo a iniciativa privada entrar com a diferença de somente R$ 4 bi. A Copa gerará um retorno de impostos de R$ 16,8 bi, faltando, portanto, R$ 12,2 bi ao governo.
Em 2007 a estimativa de gasto com estádios estava em R$ 1,9 bi, e já saltou para R$ 5,1 bi, ou seja, em pouco mais de 3 anos já subiu 2,7 vezes.
Só a título de comparação, a Copa de 2010 na África do Sul custou em sua totalidade R$ 8,4 bi, ou seja, 4 vezes menos.
Como era de se esperar, seguindo a característica deste desgoverno, todas as obras estão atrasadas, e o próprio ministro de lulla já advertiu, “urgência custa caro” e o que normalmente ocorre é a dispensa das licitaçõesA seguir o exemplo da Pan, a Copa de lulla acabará custando R$ 295 bi.
E adivinhe quem pagará toda esta conta estupidamente alta? Obviamente os idiotas dos pagadores de impostos, quer sejam os pagadores de impostos diretos ou principalmente os pagadores de impostos indiretos, ou seja, todo e qualquer residente no Brasil, dentre os quais os mesmos imbecis que estavam a comemorar na praia de Copacabana, ou que estão eufóricos com a Copa de 2014.
A exemplo do estrago que a construção de Brasília causou à economia brasileira, do estrago que a olimpíada de Atenas de 2004 está causando à Grécia, do estrago que a Eurocopa de 2004 está causando a Portugal, a Copa e a “olim piada” de lulla, serão a verdadeira herança maldita.
Não é à toa que o símbolo da copa representa uma pessoa desacorçoada, escondendo o rosto com a mão em total desespero de causa…

Nenhum comentário: