quarta-feira, 21 de julho de 2010

A Corja e as FARC, Com a Benção de Fidel

.
A corja anda exaltada com o candidato a vice de Serra por ter ele colocado o dedo na ferida podre da petralhada, que todos conhecem mas ninguém dessa oposição de merda que temos no país teve coragem para cutucar. Assim, só para lembrar o Zé Eduardo (que está pensando em processo por danos morais, como se amigo de narcoterrorista tivesse alguma moral para ser danificada), estou republicando (com algumas atualizações minhas) um texto do Blog "A Língua", de outubro de 2007, onde se relatam algumas coisas que a liderança petralha, a exemplo de seu chefe, pode alegar não saber.
As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia foram um dos membros iniciais do Foro de São Paulo. Sua atuação em território brasileiro é vasta (e nefasta). Além de montar bases estratégicas para o tráfico de drogas e armas na selva amazônica, as FARC ensinam táticas de guerrilha urbana para soldados do PCC e Comando Vermelho, em território paraguaio, segundo o juiz federal Odilon de Oliveira. A relação entre PT e FARC é antiga, confira alguns fatos:
* Em 1999 e em 2001, comandantes das FARC foram recebidos em Brasil pelo então governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra (PT). Os líderes das FARC foram honrados e aclamados durante o I Foro Social Mundial. Na ocasião, deputados da assembléia do Estado do Rio Grande do Sul protestaram. Olívio Dutra foi, de 2003 a 2006, Ministro das Cidades do governo Lula.
* Ainda em 2001, no X Foro de São Paulo, uma resolução classifica como ‘terrorismo de estado’ a repressão do governo boliviano às guerrilhas locais (FARC e ELN), e ratifica ainda a “legitimidade, justeza e necessidade da luta” dessas organizações.
* Em 2003, o presidente Lula recebeu carta de felicitação das FARC por sua eleição a presidente.
* Em março de 2005, Veja relatou um encontro entre militantes petistas e representantes das FARC, no qual o ‘padre’ Olivério Medina teria prometido o repasse de cinco milhões de dólares para a campanha eleitoral petista de 2002. O envio do dinheiro não foi comprovado. A revista faz alusão ao início do relacionamento entre petistas e as FARC, mas esquece de citar o nome da entidade: mais uma vez, Foro de São Paulo. As FARC, assim como o PT, foi uma das organizações fundadoras do evento.
* Em agosto de 2005, a Polícia Federal prendeu Olivério Medina, representante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Sua prisão foi a pedido do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Ele atendeu uma solicitação do governo da Colômbia que acusa Medina de homicídio e terrorismo, além de suas ligações com as FARC.
* Em setembro de 2005, integrantes do PT, PSOL, PCB, PCdoB e UNE se mobilizaram para evitar a extradição para a Colômbia de Francisco Antonio Cadenas Collazzos, conhecido como “Olivério Medina.
* Em julho de 2006, o Comitê Nacional para Refugiados reconheceu a condição de refugiado político para o colombiano Francisco Antonio Cadena Colazzos, conhecido como "Olivério Medina".
* Em dezembro de 2006, o presidente Lula recebeu carta de felicitação das FARC por sua reeleição a presidente.
* Em março de 2007, o STF (Supremo Tribunal Federal) negou o pedido do governo colombiano de extradição do ex-padre Olivério Medina, integrante das FARC, arquivou o processo contra ele e revogou a sua prisão domiciliar. Em abril, as FARC enviaram uma carta ao governo Lula congratulando-o e agradecendo pela decisão.

Já o Midia Sem Máscara não deixou por menos:
...................
Ainda há mais. Como a nomeação da esposa do pseudo-padre articulador das FARC Olivério Medina, para uma "boquinha" na Secretaria Especial de Agricultura e Pesca, a pedido de Dilma Roussef. Saiu na Gazeta do Povo:
A Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca, órgão do governo federal com status de ministério, emprega desde 2006, em um cargo de confiança, a paranaense Ângela Maria Slongo, mulher do ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) Francisco Antônio Cadenas Collazzos, conhecido como Oliverio Medina. Ela também é, desde 1986, professora concursada da Secretaria de Educação do Paraná e foi cedida pelo governo do estado ao órgão federal em 2006 - num pedido feito pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao governador Roberto Requião.
Acusado de homicídio e terrorismo na Colômbia, Medina viveu em prisão domiciliar em Brasília entre 2005 e março do ano passado, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) extinguiu o pedido de extradição para o país vizinho.

(Gazeta do Povo)
Reinaldo Azevedo também escreveu artigo relembrando de alguns desses fatos, e tem mais informações por aí. Elenquei algumas, dando ênfase aos veículos de comunicação bem conhecidos da patuléia, para não aparecer nenhum bobalhão dizendo que se trata de mais uma "teoria da conspiração".
Sabe como é. Estamos lidando com brasileiros. Gente que vota em tucanos e petistas.
Fonte: Midia Sem Máscara
COMENTO: também há a histérica reação de Marco Aurélio Boca Podre e do Megalonanico, por ocasião do ajuste de contas de Raul Reyes e o Capeta nas selvas equatorianas, acusando a Colômbia de crime internacional. Histeria mais do que justificada pelo temor do que havia nos computadores do narcoterrorista morto, e que, no que diz respeito ao Brasil, provavelmente a Colômbia evitou divulgar o conteúdo completo. Enfim, a última frase de Edson Camargo, no texto do MSM resume toda a tragédia "deçepaíz"!
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Defense lawyers representing the US Army analyst accused of leaking management secrets put in writing up asked the investigating policeman to to aside.

The solicitation came as Exclusive Bradley Manning, 23 - [url=http://www.zarobko.pl/post2549.html#p2549 ]pozycjonowanie[/url], appeared at a military court owing the prominent time.

He faces 22 charges of obtaining and distributing managing secrets - which he allegedly leaked to anti-secrecy neighbourhood Wikileaks.

The Article 32 hearing decidedness adjudge whether Pte Manning is to continue trial.

The hearing offers the in the first place cause in the maintenance of his reason troupe to present their turns effectively that since he was arrested in Iraq in May 2010 and placed in military custody.

It is taking berth less than impervious guarantee at an army spot at Fort Meade, Maryland.

As the hearing opened, Pte Manning's double yoke asked as a armed forces to the investigating policewoman - alike to a overlook in a civilian court - to cancel from the case, the BBC's North America managing managing editor Stress Mardell reports from the base.

Pte Manning was reported to be sitting in the courtroom dressed in military khaki and wearing black-rimmed glasses.

During the Article 32 hearing, which is of a piece to a pre-trial hearing, both prosecuting and advocacy lawyers target make their beginning cases and are permitted to cross-examine witnesses.

Percipience bencher David Coombs began proceedings next to switching the indistinct onto investigating obvious cleaning woman Lt Col Paul Almanza, who he described as "distorted".

Lt Col Almanza is a erstwhile military judge who in this day works object of the Allocate of Justice. His negation to consent to all but two of 38 barricade witnesses meant the police could not adequately be comprised of c design their patient, Mr Coombs said.

Proceedings are expected to be composed of circa five days, after which recommendations purpose be made to a military mongrel, who at bromide's prurience resolve whether to proceed to a unexceptional irritation, according to Mr Coombs - [url=http://www.narew.info/forum/Og%C3%B3lne/1349-%C5%81om%C5%BCa-Gangsterzy-Raperzy-w-III-LO-sprowadzaj%C4%85-m%C5%82odzie%C5%BC-na-dobr%C4%85-drog%C4%99#1365 ]pozycjonowanie[/url].

The BBC's Paul Adams says the soldier's earthwork conspire is attachments to indicate that skimpy disgraceful came of the leaks, and that their unloosing was in the greater civic interest.