sexta-feira, 16 de julho de 2010

CLIMA e sua importância

by Moita
Copa do continente Africano. Um continente pobre. Não é pela cor dos seus habitantes e nem por qualquer outra razão aparente; apenas pelo CLIMA.
Definitivamente não sou racista. Nem de cor nem de qualquer outra categoria.
Olhando a evolução e a adaptação dos humanos sobre a terra, vemos que o desenvolvimento não foi convidado a viver no Equador ou perto dele.
Em torno do equador, os dias costumam ter o mesmo número de horas. A temperatura costuma ser constante e em torno 33º Celsius. As chuvas igualmente são constantes, freqüentes, com algumas exceções. As frutas, folhas, bulbos e raízes, todos alimentícios, brotam naturalmente e são, igualmente, abundantes.
A ciência registra que a vida humana surgiu na África e próximo ao Equador, onde você nu e deitado podia esperar o fruto cair na sua mão.
Provavelmente, por culpa da super população, alguns resolveram migrar pro norte ou pro sul. Os que escolheram o sul pararam no oceano Índico e provavelmente só o atravessaram muitos séculos, milênios ou milhões de anos depois; após inventarem a navegação.
Os que foram pro norte se espalharam mais rapidamente, mas não, mais facilmente. Depararam-se com o frio, as geadas e as quatro estações.
Os que decidiram migrar, já eram dotados de CORAGEM.
A partir das quatro estações tiveram que desenvolver o registro, mesmo mental e de observação. Quando cada estação acontecia. Isso criou neles o PLANEJAMENTO.
Porque no inverno eles descobriram que tinha que cobrir o corpo. Observando os animais decidiram por usar as suas peles. Pra isso tinham que abatê-los, até porque tinham que comer algo porque, no inverno, a necessidade de calorias aumenta e é muito mais exigida do que no equador.
Eles tiveram que pensar em armas e armadilhas para contê-los. Isso lhes desenvolveu a CAPACIDADE EM OBSERVAR, a CRIATIVIDADE e a EXPERIMENTAÇÃO.
Quando não tiveram mais pra onde migrar norte acima, começou novamente os problemas de superpopulação. Não que fossem muitos, mas pelo fato da atividade de caçador exigir vastos territórios. Entram em guerras e isso desenvolveu neles a capacidade de montar ESTRATÉGIAS.
Depois descobriram que guerrear era contraproducente e que por todas as experiências já adquiridas, sabiam que todas as plantas se multiplicavam rapidamente, no verão. Resolveram cultivá-las. Inventaram a AGRICULTURA.
Dominaram o que fazer nas quatro estações porque desenvolveram todos os hábitos que grafei com maiúsculas.
Enquanto tudo isso acontecia, os que ficaram em torno do Equador, continuavam nus e esperando que a fruta caísse na sua mão, ou na sua boca.
Mesmo aqueles que, milhões de anos depois, retornaram ao Equador das Américas ou da Ásia, readquiriram o hábito. “Voltamos à Terra Prometida novamente”. É a lei do menor esforço.
Pergunta besta: Qual o país ou civilização superdesenvolvida em torno do Equador?
Voltando a primeira frase que escrevi. Sem preconceito algum. Não é pela cor dos seus habitantes e nem por qualquer outra razão aparente que tivemos desenvolvimentos diferenciados no nosso planeta; mas apenas pelo CLIMA.
Eu poderei estar errado, mas eu estar errado é absolutamente natural.
Fonte: A MOITA DO MOITA
citado no Blog do Ferra Mula, de onde também copiei a imagem.
COMENTO: eis aí um bom tema para pesquisas de antropólogos, sociólogos, cientistas sociais em geral que gostam de estabelecer fundamentos teóricos sobre inutilidades.

Nenhum comentário: