quarta-feira, 3 de março de 2010

Sigilo nas comunicações???

por Graça Salgueiro
A denúncia refere-se à suspeita de patrulhamento, ou rastreamento ou controle do meu uso da Internet, bem como do recebimento de correspondência ou encomendas via correios. No dia 6 de dezembro comprei pela Internet um livro na Colômbia, cujo preço foi alto, pago em dólar e que eu necessitava muito tê-lo para meus estudos. No site dizia que eu receberia um e-mail com a confirmação da compra mas, por via das dúvidas, salvei a finalização da compra. Esta confirmação nunca veio, bem como o livro até princípios de janeiro. Então, diante de tanta insegurança escrevi uma mensagem para a livraria pedindo informações acerca do envio e não obtive resposta. 69 dias depois da compra feita sem receber o livro, nem resposta à minha mensagem, enviei outra mas tive o cuidado de pôr em cópia oculta um amigo meu colombiano que ficou indignado com a desatenção e prontificou-se a interceder em meu favor. Quando telefonou, ficou sabendo pelo gerente de vendas que TODAS as mensagens que enviei foram respondidas que em seguida remeteu para este amigo as cópias, onde onde constava meu e-mail corretamente. Resolvi, então, escrever para este senhor me desculpando mas utilizando um e-mail de “reserva” cujas respostas recebi sem problemas. Ocorre que este endereço utilizado é completamente desconhecido, a ponto de sequer receber spams nele. Hoje fazem 74 dias e o livro ainda não chegou nem sei se vai chegar. A livraria me forneceu outro livro, sem custo, como pedido de desculpas pelo atropelo e este amigo vai enviar-me por outras vias. Em maio do ano passado fiz igualmente uma compra na Colômbia e só recebi os livros 47 dias depois, com o papel todo rasgado, apresentando visíveis sinais de violação de correspondência e, o mais curioso, é que levou apenas 8 dias para chegar no Brasil e todo o restante do tempo ficou retido na aduana brasileira. Meu amigo Pedro Corzo, autor de incontáveis documentos históricos sobre a ditadura cubana, me enviou no dia 18 de janeiro sua última obra, “Cuba, La porfia de la razón”, e até hoje também continuo sem saber quando receberei. Ao lado disso tudo, tenho recebido ultimamente em meu e-mail principal, boletins informativos do PT, sem que NUNCA tenha me inscrito para tal. Como eles conseguiram meu e-mail? Por que as mensagens enviadas da livraria colombiana não chegavam para mim, embora o endereço estivesse escrito corretamente? Quem está tentando controlar a minha vida privada? Minha correspondência eletrônica está sendo rastreada e violada, por quê e por quem? Essas são perguntas que me fiz durante algum tempo e hoje resolvi torná-las públicas, porque ao que tudo indica alguém, como no Big Brother, está “de olho” em nós, controlando nossas vidas de todas as formas possíveis, e o governo ainda nega que exista censura ou patrulhamento ideológico. Está aí a denúncia feita e a solicitação para que entreguem meus livros, porque eles são propriedades pessoais minhas
Fonte: Notalatina
COMENTO: A blogueira Jurema, da "Casa da Mãe Joana", queixou-se hoje, 2 de março, de estar sofrendo problemas com a internet. Anteriormente, em 12 de fevereiro, já havia denunciado problemas com hacker. Em 30 Dez 09, o Blog do Cel Lício publicou um artigo interessantíssimo sobre o tema. Vale a pena acessar e ver por onde anda nossa democracia.

Nenhum comentário: