terça-feira, 2 de março de 2010

O Nefasto Efeito das Novelas

por José Luiz Prévidi
Como escrevi em fevereiro, vi muita TV nestes dois primeiros meses do ano. Particularmente a Globo e os programas da RBS TV, porque as demais, quando conseguia sintonizar, prevalecia o chuvisqueiro. Novelas, Vídeo Show e até as peripécias gauchescas do Dourado no Big Brother.
Tudo. No BBB tem inclusive um sujeito muito parecido com o Julio Ribeiro. Pensando bem, é o mesmo tipo de óculos, apenas. Curioso é que o sobrenome é o mesmo – o que é não ter o que fazer na praia.
Peguei as novelas pela metade, mas como são feitas para semi-analfabetos consegui em pouco tempo entender o enredo. Todas as três novelas da Globo podem ser taxadas de ridículas, em especial a das 8, aquela que tem a magricela/bocuda que está numa cadeira de rodas. É, sem dúvida, a pior novela que vi em toda a minha vida, desde O Direito de Nascer. É uma novela tão grotesca que o motorista do mocinho chama-se Jarbas.
A das 7, Cama de Gato, imaginem, tem como personagem principal um banana. Aquele moscão, que só acredita na personagem má – hoje, toda novela tem uma vilã terrivelmente inteligente e muito, mas muito má.
Não importa.
O que mais fiquei indignado é com um casal de adolescentes. Interessante.
Ela, uma gorda feia de cabelo vermelho. Apelido? Baleia. Ele, o galã do colégio, o que mais gozava dela. Aí, lá pelas tantas, se apaixonaram e o namoro começou. O que aconteceu? Só dou uma chance! Claro, a gorda engravidou.
Aí o mocinho resolveu “assumir o filho”. Como acontece em qualquer subúrbio de grandes cidades brasileiras. Mil planos: “vamos trabalhar”, “alugar uma casa para criar o nosso filho”, “vamos ser felizes para sempre”, por aí. Adolescentes!!
No último capítulo que vi eles tinham se casado e já tinha alugado uma casa. Já imaginou?
O exemplo da novela é um prato feito para que a Jenifer, que mora numa vila da Lomba do Pinheiro, tome “ uma atitude” em relação ao Jonatam, sua paixão há muito tempo – 6 meses.
Com o bom exemplo da gorda de cabelo vermelho da novela, Jenifer torna-se ainda mais fogosa e quer fazer amor com Jonatam todo dia, toda hora. E consegue engravidar.
E Jonatam “assume o filho”. Só que pára aí a semelhança com a novela.
Quantas Jenifers vão tomar esta decisão em todo o nosso Brasil, como o exemplo da gorda de cabelo vermelho?
Dei como exemplo a Lomba do Pinheiro porque há muitos anos temos lá o que chamamos de um sítio. E em toda a vizinhança surge uma Jenifer todo o mês. É de não acreditar.
Aí, esta canalhada politicamente correta que faz um ranking de “baixaria na TV” fica preocupada quando um programa mostra uma mulher de tanga ou que pague um peitinho.
Argh!!!!
Fonte: Blog do Previdi
COMENTO: a vagabundinha de luxo norte-americana Paris Hilton, que os imbecis botocudos adjetivam "patricinha", protagonizou uma propaganda para a cerveja Devassa, do grupo Schincariol. Noticiam que o comercial foi tirado do ar por ser considerado de forte apelo sensual. Me parece jogada de propaganda da cerveja - quase desconhecida do público - pois a atuação da pistoleira yankee, comparado com o que se vê diariamente na televisão brasileira, está muito aquém do desempenho das "beldades" nacionais. Assistam abaixo e confiram:


Nenhum comentário: