domingo, 18 de outubro de 2009

A Tragédia Carioca e a Imprensa.

.

A imagem, do blog Zebbra.com, mostra o helicóptero da PM abatido ontem (17/10) por bandidos cariocas, no qual perderam a vida dois integrantes daquela corporação.
Lamentável o fato de que em quase todos os veículos da "grande imprensa", jornais e canais de televisão, o fato noticiado foi o abate da máquina.
Fotos e vídeos da máquina abatida, como a que ilustra este texto, são encontradas em quase todos os meios de comunicação. Ninguém lembra que no meio daqueles destroços, jazem dois seres humanos que dedicaram suas vidas à proteção de outras pessoas. Difícil encontrar referência aos heróis vitimados. Nem mesmo na página da PM/RJ há alguma referência ao incidente.
Sempre que morre algum civil nos embates ocorridos entre policiais e marginais no Rio de Janeiro, a mídia faz questão de mostrar familiares e amigos das vítimas (que em alguns casos não são vítimas, mas integrantes das quadrilhas que dominam as denominadas "comunidades"), destacando sua juventude e planos futuros.
Nada se vê hoje a respeito dos policiais sacrificados em nome da segurança da futura sede dos Jogos Olímpicos. Possuíam família? Tinham planos profissionais futuros? Eram bons profissionais? Receberam homenagens das autoridades? Nada se sabe. Certamente, ninguém se interessou em divulgar tais dados por "não venderem" notícia.
Minhas condolências aos familiares e colegas dos policiais militares Marcos Stadler Macedo e Ediney Canazarro de Oliveira que morreram no acidente.
Espero que, pelo menos, suas famílias não sejam desamparadas pelas autoridades cariocas.
As contas relativas aos gastos públicos realizados com os Jogos Panamericanos de 2007 ainda não "fecharam". Muito dinheiro foi destinado para a melhoria da segurança carioca. Qual melhoria? Ou melhor, melhoria para quem?
Os vermes dos "direitos dos manos" não se comovem com essas coisas.
.

Nenhum comentário: