quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A Coerência de um Sem-Vergonha

.

.
Se for o caso, revejam o vídeo. 
A mim me encanta, em particular, a performance do ator. Observem que Lula não parece menos convicto hoje do que em 2000. 
Nos dois casos, as palavras parecem brotar de uma pensamento genuíno, profundo, entranhado na alma. A letra impressa, a palavra capturada em livro, confere a esses Lulas um peso histórico, documental.

Nenhum comentário: