domingo, 15 de março de 2009

Visita Muito Proveitosa!!!

.


Enfim, o Imperador Lula LI foi aos EUA encontrar o "salvador do mundo, Hussein Ubama," e dar-lhe conselhos de como resolver a marolinha antes que ela atravesse o Atlântico, já que o Jorge Búxi não quis ouvir suas sábias reprimendas.
Nossa grande imprensa acompanhou a reunião de alto nível entre as duas autoridades. Nosso sábio-mor, em um repente ecumênico, declarou estar "rezando por Obama", que respondeu que isto não era novidade, sua esposa faz o mesmo. Assunto de alto nível e enorme importância.
A autoridade máxima de Banânia, em outro momento, procurou "vender seu peixe" ao expressar o desejo de que o presidente norte-americano venha ao Brasil dirigir um automóvel bicombustível. O interlocutor, diplomaticamente, disse já ter possuído um automóvel "flex" norte-americano (certamente com tecnologia diferente da brasileira), mas que nos EUA não há postos de bio-combustível em profusão.
Foi a deixa para ser abordado o assunto do protecionismo yankee contra o etanol brasileiro. Obama desconversou e disse que o assunto será tratado por Hillary Clinton e Celso Amorim, no momento oportuno (isto é, nunca). E aproveitou para dar "nos dedos" de quem batraquiou que "a crise foi criada nos EUA e eles é que tem que ter uma solução"
Disse a "esperança yankee: "É importante para todos países reconhecerem que comércio é um motor do crescimento, há uma tendência de as pessoas se virarem para dentro em tempos de crise, e querem que os sacrifícios sejam feitos em outros lugares". 
Encerrando, como escreveu o blogueiro do Coturno Noturno: "Tchau, Lula, boa pane de volta!"
.

2 comentários:

FENIX disse...

Estão ouvindo este som? Uma espécie de zumbido incessante que incomoda sem que se saiba a origem?

É o som da verdade querendo romper o espesso manto de mentiras tecido pelo PT e seu desgoverno.

E a atmosfera. Estão sentindo? Algo inexplicável no ar. Algo que, por desconhecido, gera grande insegurança e inquietação.

É o principio do começo do fim.

Depois de décadas reinando, a mentira e o engodo parecem ceder à imparcialidade da verdade.

Lentamente, quase despercebidamente, não fosse o incomodo que gera nos estrategistas do engano.

Aos que sentem, ainda sem saber ser bom ou ruim, ou identificar a fonte, fica o gosto desconhecido a alimentar a imaginação, prospectando o futuro.

Está próxima a hora do evento sem retorno. São as dores do parto tardio, pós-maturo e os gemidos que antecedem a chegada do rebento.


"LIBERTAS QUAE SERA TAMEN"

Anônimo disse...

Esse Energúmeno da Selva é a própria verborragia em pessoa. Nunca imaginei que mereceríamos tão pouco na presidência.
Às armas!!!