quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Não Tem Mais Jeito!!!

.
Nem bem os idiotas pagadores de impostos puderam comemorar uma vitória, mesmo que pequena, ao ser anunciado que a Câmara de Deputados vai, no futuro, permitir que os cidadãos confiram como os deputados gastam a famigerada "verba indenizatória", hoje cotada em 15 mil reais por mês, e já aparecem os safados querendo boicotar a idéia.
Primeiro não queriam que fosse divulgado o CNPJ dos fornecedores das Notas Fiscais usadas para obter as indenizações. Claro, isso possibilitaria a apresentação de "notas frias", a sonegação de impostos por parte dos "fornecedores", enfim a continuidade da maracutaia.
Frustrada a tentativa de continuidade do embuste, graças à pressão de parte da imprensa - fato raro nos dias de hoje - aparece outro "iluminado" com outra idéia brilhante: o líder do PSDB, José Aníbal, pretende simplesmente extinguir a verba indenizatória. Aparentemente uma boa idéia, mas como nada pode ser feito de forma honesta no valhacouto em que se transformou o Congresso Nacional, o patife quer a incorporação do mesmo valor de 15 mil reais mensais aos subsídios dos Deputados.
Fácil não é? Assim eles continuam a embolsar o valor, agora de forma legalizada, sem a necessidade de justificativas aos palhaços pagadores da farra.
Por essas e outras, não consigo entender o alvoroço feito em torno das declarações do senador Jarbas Vasconcelos, acusando os membros do seu partido, PMDB, por viverem em função de negociatas e corrupções. Por acaso ele falou alguma novidade? Será que ele descobriu isso só agora, quando teve algum interesse contrariado? Por acaso alguém não sabe que PSDB, DEM, PTB, PP, PPS, PCdoB, e as demais quadrilhas existentes no cenário político, lideradas pela maior de todas, que já se denominou "dos Trabalhadores" e agora é conhecida como "dos Trambiqueiros", não tem outro objetivo que o de locupletar seus membros às custas dos idiotas pagadores de impostos?
Que ingenuidade e bobagem é essa de alguns andarem bradando aos céus por nomes e provas? Será que ainda há quem seja ingenuo o suficiente para acreditar na existência de algum político interessado nos destinos do País e no bem estar da população?
E alguém acha que esse povinho - milhões que Marx denominava "lumpens" -, sustentado por bolsas-misérias pagas com as migalhas que sobram dos grandes roubos, está interessado em mudanças?
Classe média, vocês "sifu"!!


Nenhum comentário: