terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Sem "Tribuna", a Democracia Empobrece

Foto
Hélio Fernandes
O Brasil amanheceu esta terça-feira vendo reduzido o espaço de exercício democrático, com a suspensão da circulação da Tribuna de Imprensa, jornal nascido para combater a ditadura Vargas, mas que teve voz ativa para a reconquista das liberdades suprimidas pelo golpe de 1964.
O proprietário do jornal, jornalista Hélio Fernandes, ocupou toda a primeira página do mais combativo diário do país com um artigo intitulado “Esta Tribuna interrompe momentaneamente a sua circulação, no qual criticou o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal pela demora para dar sentença a um processo indenizatório que o jornal move contra a União desde 1979 por perseguições na ditadura.
Aos 88 anos, Hélio Fernandes sofreu todo tipo de retaliação nos chamados anos de chumbo. Por muito menos, outros receberam indenizações milionárias. Se fosse um banco, certamente já teria recebido um polpudo auxílio do governo. Mas é apenas dono de um jornal combativo. A democracia ficou mais pobre.

Nenhum comentário: