terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Cúpulas e Cópulas

.
por Arlindo Montenegro
Nesta semana, numa dos mais belos recantos turísticos do Brasil, na costa da Bahia, reúnem-se os presidentes de todos os países da América de fala latina, a América colonizada por espanhóis e portugueses. É pura festa! Caso contrário não existiriam mais problemas porque o que não nos falta são as cúpulas, sempre preparatórias de outros encontros menos públicos. Só não veio o Presidente do Peru, mas o ditador de Cuba tá lá.
Veja quantos organismos temos:
MERCOSUL, grupo econômico integrado pelo Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Chile, Peru, Colômbia, Equador e ultimamente pela Venezuela. O resultado para nós, até o momento é o calote do Equador – em andamento – a caridosa posição do padre presidente do Paraguai, o chute no traseiro recebido do rancoroso presidente étnico da Bolívia, os tremores com a Argentina, Venezuela e sei lá mais o quê. SÃO 17 ANOS DE ENCONTROS E PROMESSAS.
ALCA, grupo criado por iniciativa dos EUA para acabar com tarifas alfandegárias em todos os países das Américas. Travada, porque a turminha desconfia das intenções dos EUA. Toda a esquerda caiu matando e melando as reuniões com manifestações, barulho, protestos e muita propaganda “antiimperialista”. 14 ANOS DE DESENCONTROS.
OEA, desde 1948 pretende defender os interesses dos países Americanos, integração comercial, fortalecimento da democracia, controle de drogas, combate ao terrorismo e corrupção, lavagem de dinheiro e questões ambientais. 60 ANOS DE ENROLAÇÃO.
PACTO ANDINO, começou em 1969 com Colômbia, Peru, Equador e Bolívia para a livre circulação de cidadãos entre esses países. Em 1996 mudou o nome para Comunidade Andina de Nações. 39 ANOS COM LIVRE TRÂNSITO PARA FACILITAR A CIRCULAÇÃO DE DROGAS E TERRORISMO.
GRUPO RIO, integrado pelo Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, Costa Rica, Uruguai, Venezuela, El Salvador, Honduras, México, Nicarágua, República Dominicana, Bolívia, Guatemala e Panamá, Paraguai e Peru, como “mecanismo permanente de consulta internacional”. Ou é por temor de ligações telefônicas grampeadas, ou por preguiça de usar internet, ou para “cabide de emprego internacional” com samba e praia o ano inteiro. 22 ANOS DE FESTA!
CÚPULA DAS AMÉRICAS, para discutir acordos comerciais, metas de desenvolvimento sustentável, educação e outros entraves, dificuldades para o desenvolvimento da democracia. 14 ANOS DE CONVERSA PRÁ BOI DORMIR.
Bom até agora lembramos 6 organismos para encontros dispendiosos e sucessivos dos governantes, diplomatas, ministros, assessores, especialistas, secretárias e ... garotas bonitas as mais competentes especialistas em seu metier nesses encontros.
Tem mais uma:
A CÚPULA IBERO AMERICANA DE CHEFES DE ESTADO, sem os EUA, claro! Aqui quem dá as cartas são os europeus, espanhóis e portugueses, para cooperar e promover o desenvolvimento dos subdesenvolvidos com um Fundo para os povos indígenas, organização da juventude para atividades culturais, esportivas, “científicas” e também para a assistência social. 17 ANOS DE ONGUISMO!
Daí, com toda a fúria anti capitalista, anti imperialista, anti EUA dos comunistas surgiram mais algumas cúpulas:
UNASUL, para concretizar o MERCOSUL e certamente, com a discussão política a socialização das Américas do Sul e Central, conforme descrito nos anais do Foro São Paulo. Uma cópia crioula da União Européia, com banco, parlamento e livre circulação por 90 dias apenas com carteira de identidade. QUEM SOBREVIVER, VERÁ!
ALBA, outro modelo socializante, a alternativa bolivariana reúne Venezuela, Cuba, Bolívia, Nicarágua, Honduras na base do tudo pelo social, com grana para reduzir a miséria e a exclusão bem como a estatização da economia para avançar no projeto da União das Repúblicas Socialistas da América Latina, no modelo do Foro de São Paulo.
Agora, voltando ao prato frio que ficou lá no começo: o Itamaraty disse que após 4 anos de negociações, a cobrança dupla de tarifas entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai ia se tornar realidade. Mas o Ministro Amorim, abriu a reunião do Mercosul em Sauípe dizendo que não havia consenso entre os envolvidos. Deve ser por causa da crise que segundo o ilustre e aprovado presidente que temos é “somente dos EUA.
A turma toda promete uma saída, sem a presença dos EUA nem dos europeus. Mas o Mercosul está paralisado. E os calotes contra o Brasil, vão dificultar a redação do comunicado oficial, inda mais quando a liderança do Brasil desperta ciúmes e desconfiança em muitos dos presentes. A cúpula vai marolar para o político, mais que para os resultados consensuais.
Esta é a cúpula das cúpulas porque também vão reunir-se durante uma hora os cupulistas da UNASUL, para as falas presidenciais (duvido que fique numa horinha só!). Tem também a Cúpula do Rio, para admitir Cuba e o carniceiro irmão de Fidel Castro (prometendo grandes mudanças na ilha) está presente. E finalmente reunir-se-ão os cupulistas da América Latina e do Caribe (CALC). Tudo num só espaço tempo, com muito acarajé, manifestações culturais, lindas mulatas...
É muita cúpula para ferrar ainda mais com populações extremamente copuladas por comunistas, anexos e derivados.
Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: